Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Matias Dourado
Mensagens: 1
Registrado em: 25 Fev 2017, 11:37

Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por Matias Dourado »

Olá a todos. Sou um pesquisador da área de Letras. Estou buscando entender, em seu aspecto técnico, um pouco mais do acidente com o poeta Castro Alves que por fim o vitimou. Aconteceu em 1868, na cidade de São Paulo. Segundo as descrições, ele estaria a cavalo com uma espingarda na cintura (os historiadores não especificam o modelo) e, ao saltar um córrego, a arma, com o cano voltado para baixo, teria disparado sozinha em seu tornozelo direito.

Eu desconfio que tenha sido uma espingarda de percussão, por ser mais sensível ao disparo, e por ser mais popular à época. Popular também era espingarda de agulha, mas esta costumava falhar bastante, e seria muito azar que funcionasse justo com um salto de cavalo. De qualquer forma, não consigo entender como a ignição foi acionada apenas pelo impacto. Qual erro o poeta pode ter cometido para deixar a espingarda tão suscetível?

Agradeço qualquer ajuda.

Avatar do usuário
Leo_FuzNav
Mensagens: 193
Registrado em: 02 Mar 2016, 11:12

Re: Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por Leo_FuzNav »

Algo pode ter esbarrado no gatilho, chutaria essa hipotese, no salto ela pode ter se deslocado bruscamente e ficou presa pelo guarda-mato/gatilho.
Ate a gravidade ajudaria nessa hipotese, ja que estava com "cano para baixo"
Militar e CAC 1RM.

moliternoga
Mensagens: 807
Registrado em: 24 Out 2015, 21:14

Re: Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por moliternoga »

Muito difícil dar um diagnóstico sem saber mais detalhes como modelo da arma, que forma estava o mecanismo da arma no momento do disparo, qual maneira estava acondicionada a arma na cintura, como exatamente ocorreu o disparo, como ficou a arma após o disparo. Muitos fatores podem ter acionado a arma, desde um acionamento não intencional do gatilho até o acionamento da munição por impacto (armas podem acionar devido a desaceleração repentina como em uma queda, uma pancada forte na coronha ou até na ponta do cano), enfim, é necessário informações mais precisas pra elucidar as causas do disparo.

Erick Tamberg
Mensagens: 655
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por Erick Tamberg »

Uma forma comum de tiro acidental com espingardas de cão externo é o engatilhamento incompleto. O cão se enrosca em algo que o traciona para trás, sem que, entretanto, este fique preso pela armadilha. Ao ser solto, atinge a espoleta.

Tive um amigo, já falecido, que foi atingido no cotovelo esquerdo por um tiro acidental de uma espingarda calibre 16. O cão se enroscou no arame farpado de uma cerca, enquanto ele tentava atravessá-la, suspendendo o arame com uma das mãos e mantendo a espingarda na outra.

Avatar do usuário
raubvogel
Mensagens: 420
Registrado em: 22 Abr 2016, 15:16

Re: Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por raubvogel »

Sempre houvi que se voce estiver caçando e ter que atravessar rio ou cerca ou algo do tipo, de um jeito de descarregar a arma ou travar (segurança) o gatilho/cão e procure não estar segurando a arma. Por exemplo, se estiver atravessando cerca de arame farpado, bote o rifle/espingarda no chão, passa pela cerca, e depois pega a arma. É claro que tudo isso não é possivel todo o tempo, mas o tema é que voce pode cair ou a arma pode bater em alguma coisa, logo tudo que voce puder fazer para evitar que isso cause ela disparar sem voce estar planejando é bom.

Fica mais inconveniente? Sim. Voce fica parecendo menos macho/badass pois não está correndo/pulando com os dedos no gatilho euqnado aponta a arma para todo mundo? Sim.

Pessoalmente eu chamo isso tiro não intencional: a arma funcionou perfeitamente, mas voce botou ela numa posição que ela podia disparar sem voce estiver planejando.

Erick Tamberg
Mensagens: 655
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por Erick Tamberg »

Para a Perícia, "tiro acidental" só existe quando provocado por falha mecânica da arma ou acionamento anômalo do mecanismo de disparo.

Morcegolino
Mensagens: 124
Registrado em: 15 Jun 2017, 20:04

Re: Disparo Acidental com Espingarda - o caso Castro Alves

Mensagem por Morcegolino »

Matias Dourado escreveu:Olá a todos. Sou um pesquisador da área de Letras. Estou buscando entender, em seu aspecto técnico, um pouco mais do acidente com o poeta Castro Alves que por fim o vitimou. Aconteceu em 1868, na cidade de São Paulo. Segundo as descrições, ele estaria a cavalo com uma espingarda na cintura (os historiadores não especificam o modelo) e, ao saltar um córrego, a arma, com o cano voltado para baixo, teria disparado sozinha em seu tornozelo direito.
Reza a lenda que essa espingarda serviu de inspiração para o sistema de percussão das pistolas Taurus.

Responder