Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor AmilcarAlho » 07/11/2017 13:24

Como é no Brasil em relação ao tiro defensivo com revólver? É recomendável usar-se ação simples, dupla ou não há qualquer recomendação?

Existem casos de disparos em legítima defesa que foram julgados como disparos acidentais ou negligentes?
Avatar do usuário
AmilcarAlho
 
Mensagens: 256
Registrado em: 18/03/2016 14:14

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Raziel » 08/11/2017 23:29

AmilcarAlho escreveu:Como é no Brasil em relação ao tiro defensivo com revólver? É recomendável usar-se ação simples, dupla ou não há qualquer recomendação?

Existem casos de disparos em legítima defesa que foram julgados como disparos acidentais ou negligentes?

Levando-se em conta o tempo necessário para a reação, acredito que ninguém utilize a ação simples para o tiro defensivo. Tenho um RT 817 porém nunca o usei em ação real, porém se fosse usar, usaria em ação dupla
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."
Avatar do usuário
Raziel
 
Mensagens: 502
Registrado em: 14/12/2015 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Erick Tamberg » 09/11/2017 08:43

AmilcarAlho escreveu:Como é no Brasil em relação ao tiro defensivo com revólver? É recomendável usar-se ação simples, dupla ou não há qualquer recomendação?

Existem casos de disparos em legítima defesa que foram julgados como disparos acidentais ou negligentes?


Amílcar,

Atualmente, em termos institucionais, apenas as Guardas Municipais e empresas de segurança privada ainda utilizam o revólver como arma principal. Em regra, os instrutores (bem como a Polícia Federal, que aplica os exames para registro/porte de arma) exigem o emprego exclusivo da ação dupla.

Quanto ao tiro acidental ou negligente, foi oportuno você fazer essa distinção. Para a lei brasileira, só se chama um tiro de "acidental" quando causado por falha mecânica da arma. Infelizmente, houve muitos casos de pistolas Taurus de policiais que foram objeto de tiro acidental, seja contra a pessoa abordada ou vitimando o próprio policial.

Com revólveres, os tiros acidentais por queda eram relativamente frequentes até os anos 80. Havia, inclusive, a recomendação de se portar o revólver com uma câmara vazia alinhada com o cão. Já os tiros por imprudência, com revólver, ocorrem mais na área de segurança privada, onde o treinamento é insuficiente.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 411
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Erick Tamberg » 09/11/2017 08:54

Exercício de revólver criado em parceria entre a Colt e a Universidade de Indiana (a Academia de Polícia daquele estado era vinculada à Universidade) em 1959:

Alvo a 7 metros: 10 tiros em 25 segundos, ação dupla, altura da cintura.

Alvo a 25 metros: 15 tiros em 90 segundos, em ação dupla, sendo:
5 tiros ajoelhado;
5 tiros em pé, por trás de barricada, mão forte;
5 tiros pé, por trás de barricada, mão fraca.

Alvo a 50 metros: 20 tiros em 2 minutos e 45 segundos, em ação simples, sendo:
5 tiros sentado;
5 tiros deitado;
5 tiros em pé, por trás de barricada, mão forte;
5 tiros pé, por trás de barricada, mão fraca.

Alvo a 60 metros: 5 tiros em 35 segundos, em ação simples, deitado.

O alvo é a clássica silhueta Colt. O tempo previsto para as séries inclui o tempo de recarga, sem remuniciadores rápidos.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 411
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor raubvogel » 10/11/2017 14:32

Estes caras parecem que estao praticando acao dupla:
Imagem
Avatar do usuário
raubvogel
 
Mensagens: 262
Registrado em: 22/04/2016 15:16

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Erick Tamberg » 13/11/2017 09:12

raubvogel escreveu:Estes caras parecem que estao praticando acao dupla:


Você quis dizer ação SIMPLES, né? Na foto estão nítidos os revólveres engatilhados e a posição de tiro esportivo.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 411
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Erick Tamberg » 13/11/2017 09:36

AmilcarAlho escreveu:Olá,

Partilho a nossa tentativa de executar o exercício V-Drill:


Olá,

Fiz com submetralhadora (Beretta M12), com alvos a 15 metros, tanto em semi-automático quanto em rajadas curtas de 3 tiros. Nenhum impacto fora da área vital, já que esta "sub" é bem fácil de controlar.

Uma variação é fazer esse exercício com apenas 2 alvos, à esquerda e à direita, estando o atirador atrás de barricada. Porém, esta variante requer extremo cuidado com as normas de segurança: sem o treino adequado, o atirador volta o cano da arma contra o próprio pé durante a transição de alvos.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 411
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Erick Tamberg » 17/11/2017 11:16

Método Israelense

Apesar de ser um método polêmico e muito criticado, ultimamente tenho revisto meus conceitos sobre o "método israelense", ou seja, portar a pistola com a câmara vazia, sendo o ferrolho manobrado entre o saque e o tiro.

Vale lembrar que, quando esse método foi criado, as Forças Armadas do então recém-criado Estado de Israel estavam equipadas com armamento heterogêneo e de segunda mão. Este método que facilita a vida do instrutor, já que este não precisa explicar as diferenças mecânicas entre cada arma e evita que um recruta inexperiente acabe por se ferir, ainda mais considerando que não era possível revisar todas as armas usadas adquiridas.

Estatísticas da Segunda Guerra Mundial indicam que menos de 1% das baixas naquele conflito foram causadas por fogo de armas curtas. Porém, dentro desse universo, cerca de 90% das baixas foram por tiros acidentais ou por manuseio incorreto. O autor britânico John Weeks compara, de modo algo exagerado, a segurança de uma pistola com cartucho na câmara com a de uma granada sem pino.

O método israelense baseia-se na premissa de que a prontidão deve estar no usuário, e não na arma em si. O usuário deve estar alerta para antecipar o ataque e procurar abrigo antes de atirar. Se estiver desprevenido, melhor não estar com a arma em condição de pronto uso, para evitar que seja tomada pelo adversário e empregada contra si próprio. (Ressalto que estas são as premissas do método, mas não necessariamente que eu concorde inteiramente com elas)

Outra vantagem desse método é a correção automática de empunhadura, já que a manobra do ferrolho força a centralização da pistola na mão (alinhamento do cano com o antebraço), reduzindo os desvios laterais de tiro.

Com as inúmeras ocorrências de tiros acidentais envolvendo as pistolas Taurus, é um método de treinamento a se considerar.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 411
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor AmilcarAlho » 17/11/2017 12:04

Erick Tamberg escreveu:Método Israelense

Apesar de ser um método polêmico e muito criticado, ultimamente tenho revisto meus conceitos sobre o "método israelense", ou seja, portar a pistola com a câmara vazia, sendo o ferrolho manobrado entre o saque e o tiro.

Vale lembrar que, quando esse método foi criado, as Forças Armadas do então recém-criado Estado de Israel estavam equipadas com armamento heterogêneo e de segunda mão. Este método que facilita a vida do instrutor, já que este não precisa explicar as diferenças mecânicas entre cada arma e evita que um recruta inexperiente acabe por se ferir, ainda mais considerando que não era possível revisar todas as armas usadas adquiridas.

Estatísticas da Segunda Guerra Mundial indicam que menos de 1% das baixas naquele conflito foram causadas por fogo de armas curtas. Porém, dentro desse universo, cerca de 90% das baixas foram por tiros acidentais ou por manuseio incorreto. O autor britânico John Weeks compara, de modo algo exagerado, a segurança de uma pistola com cartucho na câmara com a de uma granada sem pino.

O método israelense baseia-se na premissa de que a prontidão deve estar no usuário, e não na arma em si. O usuário deve estar alerta para antecipar o ataque e procurar abrigo antes de atirar. Se estiver desprevenido, melhor não estar com a arma em condição de pronto uso, para evitar que seja tomada pelo adversário e empregada contra si próprio. (Ressalto que estas são as premissas do método, mas não necessariamente que eu concorde inteiramente com elas)

Outra vantagem desse método é a correção automática de empunhadura, já que a manobra do ferrolho força a centralização da pistola na mão (alinhamento do cano com o antebraço), reduzindo os desvios laterais de tiro.

Com as inúmeras ocorrências de tiros acidentais envolvendo as pistolas Taurus, é um método de treinamento a se considerar.


Pessoalmente não concordo com este método, mas percebo as suas vantagens. Em Portugal, tanto civís, como polícia ou militares usam este método. Não é permitido por lei portar as armas de defesa com munição na câmara, à exceção dos revólveres.

Como é aí no Brasil?
Avatar do usuário
AmilcarAlho
 
Mensagens: 256
Registrado em: 18/03/2016 14:14

Re: Tiro prático - Exercícios (Drills) famosos

Mensagempor Erick Tamberg » 17/11/2017 20:27

Amílcar,

Como a legislação nada especifica a respeito, a exigência ou não da câmara vazia fica a critério de cada órgão ou empresa de segurança privada.

A Polícia Federal exige, para os civis, nas avaliações práticas para registro e porte de arma, que se inicie os exercícios sempre com cartucho na câmara.

Pelo menos até os anos 70, quando as Colt 1911 eram armamento de dotação militar, as Forças Armadas exigiam o porte com a câmara vazia. Não sei como é hoje.

Há algumas empresas de segurança privada - em especial as pertencentes ou dirigidas por israelenses - que exigem de seus funcionários o porte sem munição na câmara.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 411
Registrado em: 09/06/2016 13:50

AnteriorPróximo

Voltar para Treinamento

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante