Página 1 de 1

risco de saberem que tenho arma

Enviado: 31 Mai 2017, 17:49
por Thiago Henrique
Estou pensando em comprar uma pistola taurus 838c para deixar em casa, tenho experiência em manuseio, mas as questões abaixo me deixam com receio:

O bandido invade minha casa, eu o contenho. Mas daí o bandido ou seus comparsas passam a saber que eu tenho arma em casa.

Há muito risco deles quererem invadir novamente pra roubar a arma?

Ou de eles pensarem que sou policial...

Re: risco de saberem que tenho arma

Enviado: 31 Mai 2017, 18:24
por atrevisani
Sim, isso é um cenário. Por isso você não saca uma arma se não for atirar. Não exibe placas de "nessa casa não ligamos para 190", etc. No EUA é um cenário (todos tem arma), aqui é outro. Enquanto isso não voltar a ser normal no Brasil, vamos ter que manter o que é chamado de "low profile" ou "ficar na sua".

Inclusive há outro cenário comum, que é o revide dos comparsas do marginal caso você venha a matar o meliante durante sua defesa.

Ter uma arma e utilizar ela para defesa é uma escolha. Você pode escolher não ter uma arma por conta dos efeitos negativos em caso de defesa. Mas você abre mão de uma possível defesa que poderia salvar sua vida. Minha vizinha (idosa, 60 anos) foi morta à pauladas por assaltantes que achavam que não havia ninguém em casa.

É uma decisão difícil. Eu optei por ter minha arma e caso um dia eu precise utilizar ela (certamente será atirando no invasor, não ameaçando) eu vou ter que arcar com as consequências (também há o processo jurídico). Mas cada um sabe de si.

Re: risco de saberem que tenho arma

Enviado: 31 Mai 2017, 19:46
por lucsilva
Eu acho maior risco de saberem que você não tem arma em casa. Daí é um passeio para a bandidagem dentro de sua casa.
O "conter" quando vc fala, deve ser atirar para matar o vagabundo, e não ficar dando tiro para cima para assustar o vago, mostrando a arma ou gritando, estou armado! Isso na minha opinião.

Re: risco de saberem que tenho arma

Enviado: 09 Jun 2017, 02:22
por Raziel
atrevisani escreveu:Sim, isso é um cenário. Por isso você não saca uma arma se não for atirar. Não exibe placas de "nessa casa não ligamos para 190", etc. No EUA é um cenário (todos tem arma), aqui é outro. Enquanto isso não voltar a ser normal no Brasil, vamos ter que manter o que é chamado de "low profile" ou "ficar na sua".

Inclusive há outro cenário comum, que é o revide dos comparsas do marginal caso você venha a matar o meliante durante sua defesa.

Ter uma arma e utilizar ela para defesa é uma escolha. Você pode escolher não ter uma arma por conta dos efeitos negativos em caso de defesa. Mas você abre mão de uma possível defesa que poderia salvar sua vida. Minha vizinha (idosa, 60 anos) foi morta à pauladas por assaltantes que achavam que não havia ninguém em casa.

É uma decisão difícil. Eu optei por ter minha arma e caso um dia eu precise utilizar ela (certamente será atirando no invasor, não ameaçando) eu vou ter que arcar com as consequências (também há o processo jurídico). Mas cada um sabe de si.
Sem dúvida é preferível ter. O "depois" a gente vê depois, ficar a mercê de marginal é que não dá. Invasão de domicílio é pena de morte.

Re: risco de saberem que tenho arma

Enviado: 21 Jun 2017, 20:48
por Morcegolino
Maior risco é, dependendo de onde voce mora, os vagabundos saberem que voce não tem uma arma em casa! :lol:

Coloca aquele cartaz com as pombinhas do Instituto Sou da Paz onde está escrito "Não possuimos armas de fogo nessa casa" na janela e verá o que vai lhe acontecer em breve. :? :? :? :mrgreen:

Re: risco de saberem que tenho arma

Enviado: 26 Jun 2017, 11:51
por Erick Tamberg
Há sempre os dois lados da moeda. Por isso é sempre preferível deixar o marginal na dúvida.

Sun Tzu dizia para motrar-se fraco, quando for forte, e vice-versa.

O Atrevisani citou a vizinha idosa morta a pauladas. Já notaram como a Imprensa, frequentemente, tem noticiado reações armadas bem sucedidas por parte de idosos? É a inversão do fator surpresa!

Se um criminoso fosse atacar um "pit boy", teria duas alternativas: executar um ataque planejado ou simplesmente procurar uma vítima mais fácil.

Quando a vítima é um idoso, frequentemente baixam a guarda. e mesmo velhos revólveres .32 S&WL espanhois tem dado conta do recado nessas horas.