Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Polonês » 17/01/2017 17:06

Eu imagino... :?
Polonês
 
Mensagens: 15
Registrado em: 16/01/2017 13:09

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor ulissim » 31/01/2017 13:29

Pratico jiu jitsu, é uma arte marcial completa. alem dos ensinamentos das tecnicas é muito procurado por causa da sua disciplina.
https://goo.gl/9dpLa8
ulissim
 
Mensagens: 3
Registrado em: 31/01/2017 13:02

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor JoãoGomes » 01/03/2017 10:56

Obrigado pelas respostas e participação. Foi interessante ler os comentários.

Concordo com alguns comentários feitos pelo Lucas, as perguntas que você colocou são aspectos que considero muito importante para desenvolver a mentalidade de defesa pessoal;

Voltei para compartilhar a minha experiência. Comecei a treinar Systema e posso dizer, apesar de ainda estar começando, que é completamente diferente de tudo que já se viu. O meu instrutor de Systema tem conhecimento civil e militar (ensina policiais, agentes prisionais) e já treinou cmo muita gente grande do systema pelo mundo, então fui conhecer.

Um colega comentou de não confiar em arte marcial que não tem trocação, que as coisas mudam no primeiro tapa/soco. Concordo plenamente e achava, pelos vídeos, impossível os socos do Systema funcionarem. São dados devagar, parece mentira pela reação de quem recebe. Mas hoje posso falar por experiência, nunca levei um soco tão pesado. E o pior é que não dá para explicar muito bem.

Achei bacana porque onde treino tem várias pessoas de outras artes marciais com bem mais tempo que eu que deixaram de treinar o que faziam para conhecer o Systema. Professores de aikido e kung fu que hoje treinam só Systema. Até o Dan Inosanto está treinando (tem vídeo dele com um professor dos EUA treinando faca)

A mentalidade para o Sysyema é diferente de algumas artes que já pratiquei e isso fica cada vez mais claro. Competição é uma coisa, vida real é outra. As pessoas não vão lutar pelas regras, tem muita técnica que só funciona se os dois saberem a técnica. Uma coisa que eu gostei muito é que o SYstema não é coreografado. A pessoa ataca do jeito que uqiser e você tem que se defender do jeito que conseguir, usando os princípios.

Tem gente que veio do Krav Mag e olha, são os mais "fracos" para receber soco. A maioria das pessoas uqe conversei relataram coisas negativas dos locais/instrutores do krav maga. Isso é uma das coisas que mais abriu minha cabeça no Systema- o aspecto psicológico. Tenho visto pessoas que chegam com problemas pessoasi e psicológicos que não conseguiram resolver (ex. abuso sexual) e algumas treinaram outras artes. Um caso de um menino que treinou krav maga e foi treinar devido ao abuso que sofreu e expuseram o que aconteceu com ele para os outros alunos. No começo achei estranho, ele tinha muito medo, muita tensão, muito travado. Depois de muito tempo ela compartilhou o que aconteceu com ele nos treinos anteriores e do abuso. Hoje parece outra pessoa. Foi a mudança mais impressionante que vi por enquanto.

Sei que tem muito instrutor mal preparado para lidar com aspectos psicológicos (dado os cursinhos de instrutor de final de semana que comentaram), mas os relatos de falta de respeito, humilhação, etc vindo do krav maga são muitos. Sei que inocular o medo, tensão não são boas respostas para situações de conflito.

Enfim só vim deixar meu relato mesmo. Estou muito satisfeito com os treinos de Systema. Um colega colocou algumas artes para treinar chão, outras para treinar armas. Treino tudo isso no systema, improvisação de armas, chão, em pé, descendo escada. Realmente como defesa pessoal e pelo aspecto psicológico estou satisfeito.

Tem muito preconceito entre praticantes de artes marciais, esporte, etc. Mas as vezes vale a pena deixar o preconceito de lado e ir conhecer e experimentar coisas novas..
JoãoGomes
 
Mensagens: 3
Registrado em: 20/01/2016 11:04

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor aniceto » 16/03/2017 11:54

JoãoGomes escreveu:O meu instrutor de Systema tem conhecimento civil e militar (ensina policiais, agentes prisionais) e já treinou cmo muita gente grande do systema pelo mundo, então fui conhecer.

As pessoas não vão lutar pelas regras, tem muita técnica que só funciona se os dois saberem a técnica. Uma coisa que eu gostei muito é que o SYstema não é coreografado. A pessoa ataca do jeito que uqiser e você tem que se defender do jeito que conseguir, usando os princípios.

Tem gente que veio do Krav Mag e olha, são os mais "fracos" para receber soco.

Boa, receber comentários de gente que treinou algo, especialmente algo tão "diferente" pra nossa realidade é sempre positivo.
Sou um desses que diz que não adianta treinar se não há treino em tempo real junto. Pegue qualquer campeão, qualquer lutador de MMA, qualquer sujeito que vive brigando na rua e não faz diferença a experiência no aspecto de que após tomar o primeiro tapa muda o plano. A questão aí é quem tem a cabeça fria pra não deixar a adrenalina te controlar totalmente.

Aí minha crítica contra o Krav Magá daqui. Se procurar vídeos de Israel eles treinam toda essa parte de "defesa" e também tem treino esportivo. Aqui já vi dois lugares com aulas e não vi isso, com uma ressalva: da parte de soco posso não ter tanto conhecimento pra falar, mas ensinaram um armlock um dia que foi de chorar. O treino de quedas, pra quem fez uma merdica de nada de Judo, foi absurdo de ruim.

Um problema como tu lembrou é que na rua ninguém luta como no tatame. A parte técnica do esporte de luta e da briga de rua são diferentes, mas novamente, melhor ter um treinamento limitado a uma arte esportiva e se acostumar a eventualmente apanhar do que treinar pensando "defesa pessoal rua rua rua!" e não ter qualquer treino real. Timing, noção de distância, a própria capacidade de tomar pancada e aguentar, força e velocidade no braço, tudo isso alguém que treina pra esportividade tem superiormente a quem não treina isso. É uma questão biológica e física, quem não treina para dar um soco com toda a força contra um alvo semi-rígido não vai ter a mesma capacidade de quem treina.

Se eu tiver que escolher uma única habilidade útil numa situação de perigo seria ter a cabeça fria.
A falta de um conhecimento mínimo de história e o apoio ao desarmamento andam lado a lado.
aniceto
 
Mensagens: 198
Registrado em: 20/02/2016 21:51

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Leandro Bulldog » 30/03/2017 11:01

Defesa pessoal ao estilo boxe filipino.

Treinos e combinações de mãos livres para combate.

Socos, bloqueios, defesas, esquivas...

Leandro Bulldog
 
Mensagens: 182
Registrado em: 03/10/2013 15:26

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Avin1973 » 22/05/2017 15:22

Eu sei alguma coisinha mínima de Muay Thai (por favor, não me venham com Muay Boran que se MT é modinha, MB é mais ainda e mais sujeito a fakes... só hoje em dia o chamam de Muay Boran) e acompanho alguma coisinha de Judô e BJJ via terceiros.

Concordo com o que o Polonês disse: artes marciais funcionam contra oponentes desarmados que não sabem lutar.

Conversando com amigo meu que vem treinando Krav Maga há algum tempo (e sempre treinou artes marciais) me parece que a validade do KM é uma melhoria na capacidade de avaliação das situações em que você não deve reagir e as chances de escapar razoavelmente bem são boas e aquelas situações em que se você não reagir as chances de morrer são iminentes.

Proteção mesmo: armas de fogo.
Avin1973
 
Mensagens: 1
Registrado em: 22/05/2017 15:13

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Raziel » 22/05/2017 15:57

Eu faço Aikidô e BJJ, mas não sinto segurança nenhuma para utilizar técnicas num eventual assalto por exemplo. Pratico no dojo, e utilizo no serviço(sou GCM), fora de serviço minha segurança vem em primeiro lugar, qualquer dúvida é spray de pimenta na cara e pergunto depois.
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."
Avatar do usuário
Raziel
 
Mensagens: 520
Registrado em: 14/12/2015 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Erick Tamberg » 18/07/2017 11:28

Cada biotipo de pessoa se adapta melhor a determinadas técnicas.

Apesar de nunca ter praticado nenhuma das duas, já me recomendaram Tae Kwon Do ou Capoeira devido à minha estatura.

Treinei 3 anos de Ninjutsu. Uma coisa que percebi é que os alunos de baixa estatura progrediam mais rápido. Meu sensei mesmo tinha pouco mais de 1,60m.

De modo geral, artes que privilegiam a imobilização funcionam melhor para policiais e seguranças. Tais técnicas, em situações de defesa, não são muito úteis se você não dispuser de algemas. Não se pode aplicar a imobilização "ad eternum", e, na rua, você não vai soltar o adversário quando ele bater no chão.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 588
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Raziel » 19/07/2017 19:59

Erick Tamberg escreveu:Cada biotipo de pessoa se adapta melhor a determinadas técnicas.

Apesar de nunca ter praticado nenhuma das duas, já me recomendaram Tae Kwon Do ou Capoeira devido à minha estatura.

Treinei 3 anos de Ninjutsu. Uma coisa que percebi é que os alunos de baixa estatura progrediam mais rápido. Meu sensei mesmo tinha pouco mais de 1,60m.

De modo geral, artes que privilegiam a imobilização funcionam melhor para policiais e seguranças. Tais técnicas, em situações de defesa, não são muito úteis se você não dispuser de algemas. Não se pode aplicar a imobilização "ad eternum", e, na rua, você não vai soltar o adversário quando ele bater no chão.

Depende da forma como você soltar ele kkk um bate estaca é proibido no dojô, mas eu aplicaria sem pena no ladrão quantas vezes fossem necessárias, e se por acaso ele quebrar o pescoço, bem, acidentes acontecem..
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."
Avatar do usuário
Raziel
 
Mensagens: 520
Registrado em: 14/12/2015 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor aniceto » 23/08/2017 21:33

Uma coisa é fazer uma imobilização como o Judô gosta de fazer, para segurar o oponente no chão. Não tem função outra a não ser apreender alguém quando se tem apoio. Ou teria se ainda andassemos com armaduras. Teu peso + armadura no chão e com teu oponente + a armadura dele pesando em cima de você enquanto ele procura a faca dele não é uma boa coisa.

Agora, estar na montada podendo descer o cotovelo no sujeito é outra coisa. 100 kilos, montada, joelho no peito, imobilização da cabeça (norte-sul), costas... artes que lidam com o grappling te dão um ótimo arsenal mesmo sem contar estrangulamentos e chaves. Estrangulamento é uma forma excelente de terminar uma briga com risco baixo de te dar problemas jurídicos. Se o cara é saudável o bastante pra tentar te agredir não é alguns segundos apagado que vai mandar ele pra necrotério.
A falta de um conhecimento mínimo de história e o apoio ao desarmamento andam lado a lado.
aniceto
 
Mensagens: 198
Registrado em: 20/02/2016 21:51

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Erick Tamberg » 25/08/2017 09:38

aniceto escreveu: Estrangulamento é uma forma excelente de terminar uma briga com risco baixo de te dar problemas jurídicos. Se o cara é saudável o bastante pra tentar te agredir não é alguns segundos apagado que vai mandar ele pra necrotério.


Não é exatamente assim.

Nos EUA, em algumas jurisdições, a obstrução de carótida é considerada, em termos de nível de emprego de força, próxima ao emprego de arma de fogo.

Já houve alguns casos de óbito assim, inclusive no Brasil. O uso de drogas por parte do vagabundo pode complicar tudo.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 588
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor aniceto » 26/08/2017 11:17

Erick Tamberg escreveu:Já houve alguns casos de óbito assim, inclusive no Brasil. O uso de drogas por parte do vagabundo pode complicar tudo.

Os poucos que eu recordo (de estrangulamentos que resultaram em morte acidental) tiveram outras situações agravantes, não foram situação padrão.

Teve aquele recente nos EUA, que ficou até famoso, do cara que morreu na abordagem policial, mas ele era asmático, estava em crise no momento e houve pressão sobre o tórax durante muito tempo.
Teve aquele do moleque que segurou um estrangulamento no tio por alguns minutos e não percebeu que o cara estava inconsciente.
Teve o caso do cara que morreu uns 3 dias após tomar um mata-leão em treino de JJ em Brasília, mas aí foi um AVC, provavelmente já tinha uma placa de ateroma que rompeu e foram 2 dias de mal atentimento no SUS.

Esses casos são raros o bastante pra virar notícia. Enquanto isso casos de morte por causa de um único soco são muito mais comuns de se encontrar. O risco de matar o caboclo é menor estrangulado que nocauteado. Se for preciso chegar a isso, uma opção tem menos risco que a outra.
E a questão do uso de drogas é complicada mesmo. Quem viveu a experiência de ter um cara loucão do lado sabe que não é fácil parar o cara... Nessa situação o estrangulamento iria parar o cara muito mais facilmente que qualquer golpe concussivo.
Se defender no tribunal de uma morte ocasionada algumas horas/dias após um estrangulamento é mais fácil que explicar uma morte causada após umas dúzias de pancadas, com algumas páginas de descrição de lesões na necrópsia. Se a causa foi realmente o estrangulamento, mas o cara estava sob efeito de cocaína por exemplo, como o legista pode afirmar que o AVC foi causado pelo estrangulamento, sendo que a própria cocaína pode ser a causa? Participação do estrangulamento indeterminada, você em situação de autodefesa, vítima drogada e agressiva...
A falta de um conhecimento mínimo de história e o apoio ao desarmamento andam lado a lado.
aniceto
 
Mensagens: 198
Registrado em: 20/02/2016 21:51

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Erick Tamberg » 12/09/2017 12:54

aniceto escreveu:
Erick Tamberg escreveu:Já houve alguns casos de óbito assim, inclusive no Brasil. O uso de drogas por parte do vagabundo pode complicar tudo.

Os poucos que eu recordo (de estrangulamentos que resultaram em morte acidental) tiveram outras situações agravantes, não foram situação padrão.

Teve aquele recente nos EUA, que ficou até famoso, do cara que morreu na abordagem policial, mas ele era asmático, estava em crise no momento e houve pressão sobre o tórax durante muito tempo.
Teve aquele do moleque que segurou um estrangulamento no tio por alguns minutos e não percebeu que o cara estava inconsciente.
Teve o caso do cara que morreu uns 3 dias após tomar um mata-leão em treino de JJ em Brasília, mas aí foi um AVC, provavelmente já tinha uma placa de ateroma que rompeu e foram 2 dias de mal atentimento no SUS.

Esses casos são raros o bastante pra virar notícia. Enquanto isso casos de morte por causa de um único soco são muito mais comuns de se encontrar. O risco de matar o caboclo é menor estrangulado que nocauteado. Se for preciso chegar a isso, uma opção tem menos risco que a outra.
E a questão do uso de drogas é complicada mesmo. Quem viveu a experiência de ter um cara loucão do lado sabe que não é fácil parar o cara... Nessa situação o estrangulamento iria parar o cara muito mais facilmente que qualquer golpe concussivo.
Se defender no tribunal de uma morte ocasionada algumas horas/dias após um estrangulamento é mais fácil que explicar uma morte causada após umas dúzias de pancadas, com algumas páginas de descrição de lesões na necrópsia. Se a causa foi realmente o estrangulamento, mas o cara estava sob efeito de cocaína por exemplo, como o legista pode afirmar que o AVC foi causado pelo estrangulamento, sendo que a própria cocaína pode ser a causa? Participação do estrangulamento indeterminada, você em situação de autodefesa, vítima drogada e agressiva...


É verdade. Existem vários complicadores. A diferença é que, nos EUA, todo caso que foge da rotina vira objeto de estudo, jurisprudência e pode modificar a política de emprego da força de cada Departamento.

Eu tenho o hábito de colecionar manuais sobre tudo o que diz respeito a emprego da força. Só sobre emprego de cassetete/bastão tenho uns 10, sendo três em português (das PMs de SP, MG e RS). E não é só para estudo: serve como material de defesa na Justiça e na Corregedoria em casos reais, pois é uma forma de provar, documentalmente, que a ação se deu de acordo com o treinamento recebido - inclusive comparando com o que é feito em países desenvolvidos.

Nosso Manual Operacional, por exemplo, dá toda a progressão do emprego da força em torno da arma de fogo, sem prever luta corporal ou emprego de armas de baixa letalidade. Isso contraria até resoluções da ONU e portaria do Ministério da Justiça. Falta criar, no Brasil, a cultura de se responsabilizar a Instituição e o Estado por um treinamento inadequado/ineficiente em vez de, simplesmente, punir o agente por excessos.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 588
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Raziel » 12/09/2017 13:15

Erick Tamberg escreveu:
aniceto escreveu:
Erick Tamberg escreveu:Já houve alguns casos de óbito assim, inclusive no Brasil. O uso de drogas por parte do vagabundo pode complicar tudo.

Os poucos que eu recordo (de estrangulamentos que resultaram em morte acidental) tiveram outras situações agravantes, não foram situação padrão.

Teve aquele recente nos EUA, que ficou até famoso, do cara que morreu na abordagem policial, mas ele era asmático, estava em crise no momento e houve pressão sobre o tórax durante muito tempo.
Teve aquele do moleque que segurou um estrangulamento no tio por alguns minutos e não percebeu que o cara estava inconsciente.
Teve o caso do cara que morreu uns 3 dias após tomar um mata-leão em treino de JJ em Brasília, mas aí foi um AVC, provavelmente já tinha uma placa de ateroma que rompeu e foram 2 dias de mal atentimento no SUS.

Esses casos são raros o bastante pra virar notícia. Enquanto isso casos de morte por causa de um único soco são muito mais comuns de se encontrar. O risco de matar o caboclo é menor estrangulado que nocauteado. Se for preciso chegar a isso, uma opção tem menos risco que a outra.
E a questão do uso de drogas é complicada mesmo. Quem viveu a experiência de ter um cara loucão do lado sabe que não é fácil parar o cara... Nessa situação o estrangulamento iria parar o cara muito mais facilmente que qualquer golpe concussivo.
Se defender no tribunal de uma morte ocasionada algumas horas/dias após um estrangulamento é mais fácil que explicar uma morte causada após umas dúzias de pancadas, com algumas páginas de descrição de lesões na necrópsia. Se a causa foi realmente o estrangulamento, mas o cara estava sob efeito de cocaína por exemplo, como o legista pode afirmar que o AVC foi causado pelo estrangulamento, sendo que a própria cocaína pode ser a causa? Participação do estrangulamento indeterminada, você em situação de autodefesa, vítima drogada e agressiva...


É verdade. Existem vários complicadores. A diferença é que, nos EUA, todo caso que foge da rotina vira objeto de estudo, jurisprudência e pode modificar a política de emprego da força de cada Departamento.

Eu tenho o hábito de colecionar manuais sobre tudo o que diz respeito a emprego da força. Só sobre emprego de cassetete/bastão tenho uns 10, sendo três em português (das PMs de SP, MG e RS). E não é só para estudo: serve como material de defesa na Justiça e na Corregedoria em casos reais, pois é uma forma de provar, documentalmente, que a ação se deu de acordo com o treinamento recebido - inclusive comparando com o que é feito em países desenvolvidos.

Nosso Manual Operacional, por exemplo, dá toda a progressão do emprego da força em torno da arma de fogo, sem prever luta corporal ou emprego de armas de baixa letalidade. Isso contraria até resoluções da ONU e portaria do Ministério da Justiça. Falta criar, no Brasil, a cultura de se responsabilizar a Instituição e o Estado por um treinamento inadequado/ineficiente em vez de, simplesmente, punir o agente por excessos.

Excelente, o uso desse manual na justiça pode livrar o agente de uma possível exoneração
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."
Avatar do usuário
Raziel
 
Mensagens: 520
Registrado em: 14/12/2015 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor aniceto » 12/09/2017 16:25

Erick Tamberg escreveu:Eu tenho o hábito de colecionar manuais sobre tudo o que diz respeito a emprego da força. Só sobre emprego de cassetete/bastão tenho uns 10, sendo três em português (das PMs de SP, MG e RS). E não é só para estudo: serve como material de defesa na Justiça e na Corregedoria em casos reais, pois é uma forma de provar, documentalmente, que a ação se deu de acordo com o treinamento recebido - inclusive comparando com o que é feito em países desenvolvidos.

Uma excelente estratégia. Já escutei de uns policiais comentários sobre questionamentos absurdos da promotoria, como por qual motivo o policial atirou no peito, e não contra a perna, do indivíduo que vinha contra ele com uma faca na mão...

Em um país onde a lógica do capa-preta não é necessariamente o que a realidade impõe, qualquer documento oficial é bom ter por questão de defesa. O advogado que te defenderia não necessariamente tem acesso a esse material, ou sabe que existe.
A falta de um conhecimento mínimo de história e o apoio ao desarmamento andam lado a lado.
aniceto
 
Mensagens: 198
Registrado em: 20/02/2016 21:51

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor aniceto » 12/09/2017 16:44

No tema do tópico, uma opção que aparenta ser interessante como arte voltada a defesa pessoal é o Kombato.

Um vídeo de exame de faixa:
https://youtu.be/lGCelKL28A8?t=23

Em todos os vídeos e leituras da arte sempre vejo darem importância ao condicionamento físico (como diria um professor de Jiu Jitsu amigo meu, "ele é monstro, quem tem que treinar somos nós"), darem importância ao treinamento em todos os aspectos da luta de trocação, wrestling, luta de solo e luta com armas brancas. Treinam como desarmar um inimigo com arma de fogo, e inclusive treinam quando não há a menor possibilidade de fazer isso com sucesso. E o mais importante, o foco é na avaliação da situação, para sempre estar a um passo antes do problema. Que é aquilo que é o mais importante no final das contas.

Já assisti a umas aulas de Krav-Magá no qual a maioria dos praticantes estava visivelmente fora de forma, no qual se utilizava clichês de filme como desarmes contra faca que se baseavam em coreografia, uso incorreto de técnicas de solo. Nunca vi um sparring, nunca vi uma luta treino, nunca vi um treino full-contact de fato... Qualquer vídeo do Krav Magá para forças militares sempre se vê isso, pois é uma parte fundamental de qualquer treino sério.

Qualquer arte que seja "letal" de mais pra ser treinada full-contact provavelmente é letal para o próprio cara que usa. Um cara maloqueiro que só sabe dar um tipo de soco moeria qualquer cara que sabe como quebrar um dedo em 10 formas diferentes mas que não consegue segurar esse dedo no meio da porrada franca.
A falta de um conhecimento mínimo de história e o apoio ao desarmamento andam lado a lado.
aniceto
 
Mensagens: 198
Registrado em: 20/02/2016 21:51

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Erick Tamberg » 14/09/2017 10:27

aniceto escreveu:Uma excelente estratégia. Já escutei de uns policiais comentários sobre questionamentos absurdos da promotoria, como por qual motivo o policial atirou no peito, e não contra a perna, do indivíduo que vinha contra ele com uma faca na mão...

Em um país onde a lógica do capa-preta não é necessariamente o que a realidade impõe, qualquer documento oficial é bom ter por questão de defesa. O advogado que te defenderia não necessariamente tem acesso a esse material, ou sabe que existe.


O questionamento sobre o "tiro na perna", muitas vezes, é culpa das próprias Instituições policiais. Ou, melhor dizendo, da orientação dos advogados de defesa dos policiais.

De fato, há muitos casos onde o policial, POR GATILHADA ou ANTECIPAÇÃO DE RECUO, alveja o oponente na perna. Porém, na apuração, alega que atirou na perna intencionalmente, visando "minimizar os riscos". Como diria Goebbels, é uma mentira repetida mil vezes que torna-se verdade.

Em países civilizados, o policial passa, no seu curso de formação, por audiências simuladas, tal qual se faz nas faculdades de Direito. Isso faz muita falta por aqui.

Quando eu estava na faculdade, houve um julgamento simulado, onde o autor, alegando legítima defesa, alvejou o oponente na perna. E o colega que fazia o papel de advogado de defesa adotou essa manjada linha de defesa. Eu, que fazia o papel de promotor, desmontei a tese de defesa com uma única pergunta: "Se o réu temia por sua vida, como teve raciocínio e sangue frio para, deliberadamente, visar e atingir um alvo menor?"
Erick Tamberg
 
Mensagens: 588
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Polonês » 17/02/2018 22:10

Uma coisa fundamental que muita gente não entende!

Defesa pessoal, artes marciais focadas em defesa pessoal, treinam visando contra ataque e a melhor forma de esquivar e defender golpes.

Na rua não existe essa história de absorver golpe.

Tirem isso da cabeça!!!

Você receber um soco com luva de 12, ou 14 onças, um chute de caneleira é uma coisa...

Levar um low na rua, um bicudo de bota com biqueira, uma unhada no olho um tapa com a faca da mão atrás da orelha, ou na nuca e já era... Não tem essa de acostumar com porrada...

O bom do sparring é para pegar tempo, reflexo, distância de combate...

Faz parte do treinamento, é bom, mas não define. Dizer que defesa pessoal que não faz sparring não adianta também não é certo...

Mas defender luva com luva é uma coisa. Levar um soco sem luva é outra,

Em defesa pessoal se aprende que uma briga termina em menos de um minuto, não existe regras nem 3 rounds de 5 minutos!!!!
Polonês
 
Mensagens: 15
Registrado em: 16/01/2017 13:09

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Polonês » 14/05/2018 14:40

Estou postando um video também.
Pra quem acha que o karate não é efetivo.
Depende, quem treina, como treina, qual o foco do mestre.
Se tu não está satisfeito, procure outra arte, ou outro mestre com o treinamento direcionado para o que tu deseja.


Polonês
 
Mensagens: 15
Registrado em: 16/01/2017 13:09

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Leandro Bulldog » 17/05/2018 14:21

O que acontece...

Todas as artes marciais tem a parte de luta, treinamento de técnicas, bases, condicionamento físico, alongamento e, especialmente as orientais, a parte interna, respiração, meditação e filosofia.

Tudo isso demanda de muito envolvimento, tempo e dedicação do aluno até se alcançar resultados.

Tem as artes que se voltaram mais para o esporte, porém, algumas escolas ainda mantém o foco para o combate, defesa pessoal.

Mesmo no Kickboxing, nenhum professor porá um aluno iniciante a fazer luvas, sem treinar o básico. Evidentemente, o aluno tem que saber dar soco, chutar, antes de praticá-los em movimento!

Como atualmente, tudo é em função do imediatismo, a gurizada acha que existe uma arte, na qual ela faz um download de técnicas e pode sair por aí metendo a mão e se garantindo com todo mundo! Tudo sem muito esforço, sem perder muito tempo.

O que mais se vê por aí é surfista de internet que fica lendo blogs e assistindo vídeos de lutas, ficam comparando artes, para saber qual a melhor e aparecem para dar opinião, sem nunca ter sequer treinado!

Digo treinado, pois o cara ir um mês ou dois, ou três, sem muito compromisso, não vai ter nem a mínima noção do que está praticando.

Depois escreve por aí que fez, que não tem aplicação nenhuma, que não viu sentido prático nenhum.

O cara ser artista marcial, não quer dizer que é lutador, e o lutador, também pode não ser artista marcial.

Tudo depende do foco! Depende da pessoa!

Um cara pode ser mestre, saber tudo sobre uma arte, ser um excelente professor, ter uma técnica refinada, mas se chegar um aluno de um esporte de combate para um desafio, que pratica todos os dias somente luta, provavelmente o primeiro perderá o embate.

E daí? O que envolve uma arte marcial é muito mais que luta. É uma atividade prazerosa para o verdadeiro praticante. Uma atividade que vai proporcionar saúde, motivação, forma atlética, auto controle, confiança, concentração, coordenação física, etc..

Meu conselho, quem não se interessa por artes marciais, porém quer lutar, ou precisa aprender a se defender deve procurar escolas de defesa pessoal, ou praticar mais de uma arte, ou esporte de combate e deixar claro para seu professor que quer desenvolver a parte de luta.

Quero deixar claro, Kung Fu não é luta!

Alguns colegas cometeram a gafe de dizer que foram em academias de Kung Fu e acharam fraco o treinamento de luta, que os caras só faziam movimentos coreografados.

Provavelmente estavam praticando katis. Não estavam lutando, ou praticando combate!

Os katis são exercícios excelentes, que estimulam a pessoa a praticar em casa mesmo, sozinha, sem instrumentos. Te inspiram motivação em praticar para melhorar a plástica, a coordenação, a velocidade, o equilíbrio, a força. Não é luta? Não. Mas, melhor do que ficar desmotivado em casa, assistindo novela, comendo e engordando.

Nas artes marciais chinesas, combate é Wushu!

Dentro das artes marciais chinesas, a meu ver, mais conhecidas no Brasil e que são direcionadas para o combate, e defesa pessoal são: o Wing Chun, o Choy lay Fut, o Sanda (Boxe Chinês), mais outras tantas, mas as mais conhecidas que focam combate são estas.

Interessante que existe prática de Boxe Chinês em escolas de Kung Fu tradicional, como Shaolin do Norte e Choy Lay Fut, até mesmo em escola de Wing Chun!

Outra coisa. Tenho um amigo que praticou Hapkido por anos, não gostava de fazer sparring com os colegas, preferia apenas praticar... Era cagão, não se garantia em sair na mão com alguém na rua, mas, em relação a ele mesmo, melhorou bastante!!! Não seria nunca um lutador, porém, se um dia precisasse se defender em uma situação mais séria, teria muito mais chance agora, do que antes, quando não praticava.

Em suma:

Se você leu até aqui, gostaria de iniciar hoje uma prática que te proporcione defesa pessoal e quer ter uma indicação, eu vou citar abaixo... Não sou melhor do que ninguém, também não sou professor, não ganho dinheiro com artes marciais, não quero aparecer, sou civil, sobrevivente, amante dos desportos, das artes, pratiquei Kung Fu Garra de Águia, Capoeira, Boxe, Kickboxing, Wing Chun, Shaolin do Norte (nesta arte Chi Na, Shuai Jiao, Sanda, Chi Kung, Tai Chi), ou seja, tenho a minha experiência.

Eu indicaria hoje Wing Chun, Hapkido, karatê Kyokushin, Jeet Kune Do.

Que são mais focados em defesa pessoal.

Melhor ainda se puder fazer intercaladamente com Boxe, ou KickBoxing, esportes efetivos de combate em que se treina muito trocação.

Certamente, alguma das artes acima você encontrará na sua região!

Abraço a todos.
Leandro Bulldog
 
Mensagens: 182
Registrado em: 03/10/2013 15:26

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Raziel » 23/05/2018 13:07

Leandro Bulldog escreveu:O que acontece...

Todas as artes marciais tem a parte de luta, treinamento de técnicas, bases, condicionamento físico, alongamento e, especialmente as orientais, a parte interna, respiração, meditação e filosofia.

Tudo isso demanda de muito envolvimento, tempo e dedicação do aluno até se alcançar resultados.

Tem as artes que se voltaram mais para o esporte, porém, algumas escolas ainda mantém o foco para o combate, defesa pessoal.

Mesmo no Kickboxing, nenhum professor porá um aluno iniciante a fazer luvas, sem treinar o básico. Evidentemente, o aluno tem que saber dar soco, chutar, antes de praticá-los em movimento!

Como atualmente, tudo é em função do imediatismo, a gurizada acha que existe uma arte, na qual ela faz um download de técnicas e pode sair por aí metendo a mão e se garantindo com todo mundo! Tudo sem muito esforço, sem perder muito tempo.

O que mais se vê por aí é surfista de internet que fica lendo blogs e assistindo vídeos de lutas, ficam comparando artes, para saber qual a melhor e aparecem para dar opinião, sem nunca ter sequer treinado!

Digo treinado, pois o cara ir um mês ou dois, ou três, sem muito compromisso, não vai ter nem a mínima noção do que está praticando.

Depois escreve por aí que fez, que não tem aplicação nenhuma, que não viu sentido prático nenhum.

O cara ser artista marcial, não quer dizer que é lutador, e o lutador, também pode não ser artista marcial.

Tudo depende do foco! Depende da pessoa!

Um cara pode ser mestre, saber tudo sobre uma arte, ser um excelente professor, ter uma técnica refinada, mas se chegar um aluno de um esporte de combate para um desafio, que pratica todos os dias somente luta, provavelmente o primeiro perderá o embate.

E daí? O que envolve uma arte marcial é muito mais que luta. É uma atividade prazerosa para o verdadeiro praticante. Uma atividade que vai proporcionar saúde, motivação, forma atlética, auto controle, confiança, concentração, coordenação física, etc..

Meu conselho, quem não se interessa por artes marciais, porém quer lutar, ou precisa aprender a se defender deve procurar escolas de defesa pessoal, ou praticar mais de uma arte, ou esporte de combate e deixar claro para seu professor que quer desenvolver a parte de luta.

Quero deixar claro, Kung Fu não é luta!

Alguns colegas cometeram a gafe de dizer que foram em academias de Kung Fu e acharam fraco o treinamento de luta, que os caras só faziam movimentos coreografados.

Provavelmente estavam praticando katis. Não estavam lutando, ou praticando combate!

Os katis são exercícios excelentes, que estimulam a pessoa a praticar em casa mesmo, sozinha, sem instrumentos. Te inspiram motivação em praticar para melhorar a plástica, a coordenação, a velocidade, o equilíbrio, a força. Não é luta? Não. Mas, melhor do que ficar desmotivado em casa, assistindo novela, comendo e engordando.

Nas artes marciais chinesas, combate é Wushu!

Dentro das artes marciais chinesas, a meu ver, mais conhecidas no Brasil e que são direcionadas para o combate, e defesa pessoal são: o Wing Chun, o Choy lay Fut, o Sanda (Boxe Chinês), mais outras tantas, mas as mais conhecidas que focam combate são estas.

Interessante que existe prática de Boxe Chinês em escolas de Kung Fu tradicional, como Shaolin do Norte e Choy Lay Fut, até mesmo em escola de Wing Chun!

Outra coisa. Tenho um amigo que praticou Hapkido por anos, não gostava de fazer sparring com os colegas, preferia apenas praticar... Era cagão, não se garantia em sair na mão com alguém na rua, mas, em relação a ele mesmo, melhorou bastante!!! Não seria nunca um lutador, porém, se um dia precisasse se defender em uma situação mais séria, teria muito mais chance agora, do que antes, quando não praticava.

Em suma:

Se você leu até aqui, gostaria de iniciar hoje uma prática que te proporcione defesa pessoal e quer ter uma indicação, eu vou citar abaixo... Não sou melhor do que ninguém, também não sou professor, não ganho dinheiro com artes marciais, não quero aparecer, sou civil, sobrevivente, amante dos desportos, das artes, pratiquei Kung Fu Garra de Águia, Capoeira, Boxe, Kickboxing, Wing Chun, Shaolin do Norte (nesta arte Chi Na, Shuai Jiao, Sanda, Chi Kung, Tai Chi), ou seja, tenho a minha experiência.

Eu indicaria hoje Wing Chun, Hapkido, karatê Kyokushin, Jeet Kune Do.

Que são mais focados em defesa pessoal.

Melhor ainda se puder fazer intercaladamente com Boxe, ou KickBoxing, esportes efetivos de combate em que se treina muito trocação.

Certamente, alguma das artes acima você encontrará na sua região!

Abraço a todos.

Eu fiz Aikidô por 6 meses e gostei bastante, mas não tive oportunidade de continuar por causa da escala de serviço
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."
Avatar do usuário
Raziel
 
Mensagens: 520
Registrado em: 14/12/2015 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Anderson_ » 14/06/2018 23:37

Kyokushin
"O HORA É AGORA, O MOMENTO É JÁ! JAIR BOLSONARO!"
Imagem
Olha a bovina aí...https://noticias.band.uol.com.br/jornal ... alhas.html
Avatar do usuário
Anderson_
 
Mensagens: 365
Registrado em: 13/06/2018 12:01

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Germankick » 26/07/2018 17:27

Boa Tarde!

É a minha primeira postagem.

Minha experiência em artes marciais Boxe e o Kickboxing.

Não adianta ficar treinando firulas e outras enrolações, pois quando levar a primeira porrada vai tudo a baixo!

Se você não tem experiência nenhuma pense primeiro no Boxe/Kickboxing/MuaiThai!!!!

Depois complemente com uma arte tipo Judô, BJJ.

OSS.
Germankick
 
Mensagens: 9
Registrado em: 14/05/2018 14:31

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Erick Tamberg » 27/07/2018 12:31

Só como referência histórica: a primeira arte marcial treinada por nossas Forças Armadas (e algumas Polícias Militares) foi o Savate francês. Os primeiros instrutores chegaram aqui com a Missão Militar Francesa de Instrução, antes mesmo de o Kasato Maru trazer os primeiros imigrantes japoneses.
Erick Tamberg
 
Mensagens: 588
Registrado em: 09/06/2016 13:50

Re: Defesa Pessoal - Qual arte marcial?

Mensagempor Germankick » 30/07/2018 17:40

Mesmo sendo bem mais antigo que o caratê fullcontact, que originou o kickboxing moderno.

O Savate é rotulado como kickboxing (chute boxe) no sentido desportivo.


Editado pela última vez por Germankick em 30/07/2018 18:31, em um total de 1 vez.
Germankick
 
Mensagens: 9
Registrado em: 14/05/2018 14:31

AnteriorPróximo

Voltar para Defesa Pessoal e Artes Marciais

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante