Página 1 de 1

Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 20/01/2015 20:33
por Rbnapolis
Irmãos, boa noite!

Saindo um pouco do âmbito da defesa contra criminosos e entrando no sobrevivencialismo:

Na nossa realidade fuzis automáticos e semi-automáticos são totalmente fora da realidade para 90%, fora que mesmo que os tenham, munição não é assim uma coisa fácil de se conseguir. Então, em nossa realidade, o que seria considerado razoável como armas longas raiadas de sobrevivência?

Acho que o .22lr é uma unanimidade para caças pequenas e até para efeito dissuasório, e é uma arma barata, de munição fácil e manutenção nula.

Mas e se precisarmos de armas como maiores alcance e efetivas? Esclarecendo: tenho muita dúvida entre adquirir uma puma em 38SPL ou em 44-40. Qual seria mais recomendável? Haveria, dentro da nossa realidade, uma arma também acessível e que seria de se considerar?

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 21/01/2015 14:40
por Diogo Pinchemel
Rbnapolis, entre a puma 38 SPL e a 44-40 eu ficaria com a 44-40 que permitiria abater caças maiores com maior segurança, especialmente se considerar a possibilidade de um revolver no mesmo calibre facilitando assim a questão da compra e/ou recarga de munição.
O mesmo é possível com a 38 SPL mas eu prefiro o outro calibre para carabinas! Vamos aguardar a opinião dos mais experientes.

Abraço.

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 21/01/2015 15:32
por joao da silva
Olá colegas... minha opinião (não experiente rsrsrs):
Rbnapolis, dentro das sua opções, eu iria de PUMA 38 special.
Primeiro, pela facilidade de encontrar munição e revolver no mesmo calibre.
Segundo, a Puma de 10 tiros é pequena porem pesada, e com a mira regulada, é muito dificil errar um tiro entre 20 e 50 metros.
Terceiro, aqui no Brasil temos uma munição especialmente produzida para a PUMA 38, é a ETTP +P. possui ponta leve, mas é plana e totalmente encamisada, atingindo boas distancias e boa penetração para caças maiores.
Quarto, é possivel recarregar a munição 38 facilmente, tem videos gringos no youtube ensinando a fazer. Tem um KIT com 4 pequenas ferramentas que permite recarregar uma munição em menos de 1 minuto!
Agora... se voce colocar mais uma opção nessa sua lista... é claro que a 12 pump seria a MELHOR entre elas, tanto pela letalidade, efeito moral, variedade de munições, facil manutenção e a possibilidade de adquirir 200 cartuchos por mês, sendo que a PUMA em 38 ou 44-40 só permite 50 por ano!!!
Para nós brasileiros, nada bate a 12 pump!
Melhor opção para tudo, defesa do lar, campo, caça, sobrevivencia...

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 28/01/2015 11:48
por joao da silva
Veja o artigo do colega sobre a 12 pump: www.foodandfire.blogspot.com.br

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 21/11/2016 20:59
por Evaldo_S
Só lembrando em questão de aquisição de munições da PUMA, o calibre .44 além de ser bem mais caro, é também mais trabalhoso na recarga em comparação ao .38/.357, podendo correr o risco de futuramente ser descontinuado, igual as pistolas em calibre 7,65.

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 08/06/2017 13:27
por Erick Tamberg
Se "sobrevivência" significar ter uma arma para colocar comida na mesa, uma singela espingarda de antecarga faria parte do meu inventário. Pólvora negra é fácil de obter (na pior das hipóteses, reaproveita-se até a de fogos de artifício), praticamente qualquer coisa serve de projétil (na falta de chumbo, esferas de rolamento, pregos ou pedras) e, ainda que não se consiga as espoletas, dá pra fazê-la atirar encostando uma brasa qualquer no "ouvido".

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 28/06/2017 12:50
por Morcegolino
O calibre .38 SPL para armas longas não funciona. Fraco.

O mesmo não se diga de seu irmão maior, o .357 Magnum. Aí sim potencializaremos a velocidade desse excelente calibre, mormente se usarmos munições quentes.

A Puma em 44-40 é mais negócio.

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 04/01/2018 12:35
por Erick Tamberg
Sobre as espingardas calibre 12, concordo em parte.

Para sobrevivência, eu optaria por uma espingarda de tiro singular, sem ejetor automático.

Das nacionais, fico com a Pomba da Rossi. A CBC 651 tem algumas peças plásticas (o que não me agrada) e as Boito não aceitam cartucho de 3".

Por ser mecanicamente mais simples, tem menos chances de apresentar defeito. E, caso necessite de reparos, é mais fácil de fazê-los na base do improviso. Já soube de gente do interior que reforçou (ou mesmo substituiu)a mola do cão por um elástico de câmara de ar pregado ao guarda-mão.... eu mesmo já substituí a mola retratora do percussor de uma velha Harrington & Richardson calibre 36 por uma mola de caneta esferográfica.

Excluí o ejetor automático pensando na facilidade de recuperar os cartuchos para recarga.

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 24/01/2019 12:34
por crono_M
Melhor arma pra mato sem sombras de dúvidas é uma 22 lr semi automatica( ruger 10/22, mp 15/22, cbc 70/22..), é uma arma leve, barata, com munição leve, e com a munição adequada consegue abater com tranquilidade qualquer animal da fauna brasileira, eu mesmo não entro no mato sem uma carabina 22 e um revolver de 38 back up...

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 25/01/2019 19:45
por Erick Tamberg
Lamentavelmente, a CBC descontinuou o cartucho .32-20 WCF em 1995.

Creio que a arma ideal para as condições brasileiras seria uma arma com um cano em .32-20 WCF sobreposto a um cano de alma lisa em calibre 28.

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 02/03/2019 22:10
por Ronaldo
Diogo Pinchemel escreveu:aqui no Brasil temos uma munição especialmente produzida para a PUMA 38, é a ETTP +P


Onde encontro essa munição?

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 26/03/2019 09:53
por Erick Tamberg
Ronaldo escreveu:
Diogo Pinchemel escreveu:aqui no Brasil temos uma munição especialmente produzida para a PUMA 38, é a ETTP +P


Onde encontro essa munição?


Saiu de linha...

Re: Armas Longas para Sobrevivência

MensagemEnviado: 09/04/2019 15:32
por Erick Tamberg
O Manual de Busca e Salvamento da FAB (tenho a edição de 1981) indica, para seus pilotos, uma espingarda calibre 20, com três tipos de cartuchos: balotes, chumbo 6 e pirotécnicos (deste último eu nunca vi).

Porém, a arma oficial era uma espingarda da CBC num calibre 36 incompatível com as armas civis: denominado 36 SV (Sobrevivência), era um cartucho totalmente de latão, carregado simultaneamente com um balote esférico e chumbo fino.