IA2 Carabina ou Fuzil

Frederico Zaramelo
Mensagens: 2
Registrado em: 22 Mai 2016, 15:01

IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por Frederico Zaramelo »

Olá amigos do DEFESA.ORG. Recorro ao conhecimento dos especialistas (e também dos palpiteiros) para solucionar uma dúvida:
Se a definição de carabina e fuzil são armas longas de cano raiado com menos de 18 polegadas (carabina) e mais de 18 polegadas (fuzil), então, porque a IMBEL nomeou o IA2 de Fuzil, sendo o seu cano de 330mm (13 pol. aprox.)? E ainda fez uma versão igual (até onde informaram) apenas com a ausência de seletor para automático e chamaram de carabina?

Avatar do usuário
Rock Shooter
Mensagens: 259
Registrado em: 07 Out 2013, 09:01
Localização: São Paulo

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por Rock Shooter »

Esse tema é controverso e não pacificado.

Atualmente, os especialistas brasileiros da área designam de acordo com o tamanho do cano:
- Rifle - é um termo genérico para designar uma arma portátil com cano raiado (fuzis e carabinas);
- Fuzil - para canos maiores que 18 polegadas;
- Carabina - para canos até 18 polegadas;

Alguns também designam de acordo com o tipo de munição:
- Fuzil - utiliza muniçòes militares (7,62; 5,56 além de outros calibres);
- Carabina - utiliza munições de armas curtas (.22"; .38"; .45"; 9mm...)

O problema da designação pelo tamanho do cano é que os rifles nos calibres .22" e .38" (e de outros calibres "fracos") passam a ser fuzis e em consequencia se perde a idéia de energia do projetil disparado por aquela arma... por isso que ainda hoje alguns especialistas e armeiros defendem a designação pelo tipo de munição, desse modo qualquer carabina tem baixa energia e os fuzis tem energias médias e altas.

Nos EUA esse tema também é controverso... uma mesma empresa pode produzir um rifle e "sorteia" como fuzil ou carabina, e acaba virando uma questão de marketing e não de denominação técnica adequada.

Aqui no Brasil parece que está seguindo para esse lado... do marketing!
ΜΟΛΩΝ ΛΑΒΕ - Venha e leve!!!

Imagem

Frederico Zaramelo
Mensagens: 2
Registrado em: 22 Mai 2016, 15:01

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por Frederico Zaramelo »

Pensei que houvesse uma terceira interpretação. Mas pelo visto a nomenclatura da Imbel veio pra diferenciar as armas que serão vendidas para a segurança pública das que serão vendidas para o exército. Infelismente essa tendência acaba generalizando os termos e empobrecendo o conhecimento.
Acredito que esses descasos só servem para reforçar aqueles mitos absurdos (pistola matadora de policiais, .380 calibre grosso, 9mm atravessa mas não mata...) E assim segue nossa política regulamentando o uso de armas baseando-se mais em Hollywood do que na ciência e na estatística.

Avatar do usuário
Blademir
Mensagens: 96
Registrado em: 12 Out 2013, 15:50
Localização: Três Corações

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por Blademir »

A Imbel quanto ao IA-2 mudou os nomes de acordo com o regime de tiro das armas.
Carabina IA-2: Semiautomática;
Fuzil IA-2: automático e semiautomático.

Creio que essa classificação é somente comercial.
Imagem
Imagem
CAC 4ªRM

Erick Tamberg
Mensagens: 655
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por Erick Tamberg »

Essa confusão de conceitos existe no Brasil devido ao conflito de duas influências no Exército Brasileiro: a francesa e a norte-americana.

A Missão Militar Francesa, que treinou o Exército Brasileiro nos primórdios da República, trouxe, entre outras coisas, a nomenclatura utilizada naquele país. Palavras como "viatura" e "cassetete" acabaram incorporadas ao nosso vocabulário.

Para os franceses, existem 3 categorias de armas longas raiadas:

- Fuzil: mais longo, de calibre "full power";
- Mosquetão: fuzil reduzido em comprimento;
- Carabina: fuzil reduzido em potência.

Para complicar ainda mais, os franceses também aplicam o termo "carabina" para armas longas de alma isa e pequeno calibre, como as nossas espingardas 36 e 32 (lá chamadas "carabinas 12 e 14 mm").

Após a Segunda Guerra Mundial, com a maior influência dos EUA, o critério relativo apenas ao comprimento do cano (como também usam os alemães) passou a ser utilizado, mutas vezes conflitando com a ideia francesa.

Vejam que os próprios alemães, antes de batizarem o MP-44 de "fuzil de assalto", chamavam seu protótipo, de maneira tecnicamente mais precisa, de "Maschinen Karabiner (MkB) 42" (Carabina automática).

Avatar do usuário
raubvogel
Mensagens: 420
Registrado em: 22 Abr 2016, 15:16

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por raubvogel »

Erick, não se esqueça do G43 (Gewehr, fusil) /K43 (Karabiner): um bando de "expertos" (uso o termo bem levemente) americanos que diziam que a diferença era o comprimento do cano. E depois se o cano tinha roscas para quebra-chamas ou não. Mas o que descobriram foi que os alemães simplesmente passaram a chamar estas armas K43. Fun fact: ele é o pai do M954 Mosquetão (Mq S/Auto .30 M954).

E o Fusil Automatique Modèle 1917, cujo cano foi encurtado na versão de 1918 mas continuou sendo chamado fusil.

handersony
Mensagens: 14
Registrado em: 21 Ago 2017, 11:18

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por handersony »

Bom dia
Permita parabenizar aos envolvidos no tópico, que valorizam o tema e enriquece nos com seu conhecimento.
Congratulos pela qualidade das informações, tópico pertinente de assunto contraditório!
Acompanhando!
Grande abraço a todos

huan
Mensagens: 4
Registrado em: 20 Nov 2015, 04:59

Re: IA2 Carabina ou Fuzil

Mensagem por huan »

Realmente a nomenclatura é bem controvérsa, mas fica evidente que a Imbel não levou em conta o conceito de que carabina é arma longa de cano raiado que dispara munição de arma de porte, pelo contrário, precisavam de um termo pra diferenciar as armas que seriam vendidas pras polícias das que seriam usadas pelas forças armadas. Não entendo o porquê disso e acho que não passa de vaidade, pois mesmo a arma sendo semiautomatica não deixa de ter munição super sônica, ou seja, contínua com poder transfixante de uma arma automática.

Responder