TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

LuizC
Mensagens: 4
Registrado em: 26 Abr 2016, 22:49

TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por LuizC »

Boa tarde!
O objetivo é esclarecer os muitos pontos obscuros que ainda existem sobre o revólver Taurus RT 410 - Judge, calibre 36. Em parte, as dúvidas sobre a eficácia dessa arma "diferente" ocorrem pelo relativo curto período de lançamento no Brasil. Nos EUA, a situação muda, uma vez que lá o Taurus Judge apresenta alma raiada para permitir o uso de munição calibre 45.
Tenho o Taurus Judge com cano de 3 polegadas, inoxidado. Confesso, na verdade, que comprei "no escuro", mas aos poucos vou, eu mesmo, entendendo melhor as particularidades dessa arma singular. Postarei algumas conclusões a que cheguei, pelo uso prático em stand, portanto em ambiente controlado. E espero compartilhar e debater o tema com as experiências de outros.
1. Uma grande vantagem do Taurus Judge é que, tendo condições financeiras, pode-se comprar até 200 cartuchos de munição por mês. Isso são 8 caixas de 25 cartuchos, o que equivale a 40 cargas de 5 munições!
2. O preço da caixa de munição varia muito, dependendo do tipo, mas algo entre 115 e 225 reais, aqui em Brasília. No caso do chumbo T, mais barato, cada cartucho sai por algo em torno de R$ 4,60.
3. Certos tipos de chumbo são um problema se você for usar fora do ambiente "rural". É o caso do chumbo T, no qual cada cartucho tem 200 esferas de chumbo, segundo o fabricante (CBC). O poder de fogo é grande, mas, acrescento, a curtíssimas distâncias. Como cada projétil tem 200 esferas e são 5 projéteis no revólver, significa que 1000 esferas de chumbo podem ser disparadas em 5 tiros. Diversos disparos em stand a distâncias variadas me fazem concluir o seguinte: essa munição "espalha muito" em canos de 3 polegadas e "espalha menos" em canos de 6,5 polegadas do Judge. De qualquer modo, para o Judge de 3 polegadas, a distância efetiva máxima é de 3 a 5 metros apenas. Além disso, o risco é grande de acertar "de leve" o alvo, sem contar o perigo de "não acertar" ou "acertar o que não deve".
4. Outra possibilidade de munição é a SG4 (da CBC) com 4 balotes de chumbo, de 8,8 mm de diâmetro cada um. A 15 metros espalha o equivalente a um palmo, um pouco mais. Acima de 15 metros não é efetiva, já que ocorre uma grande dispersão. A menos de 10 metros, a dispersão é algo como um punho fechado. A 3 ou 4 metros, praticamente as 4 esferas de chumbo “entram juntas”.
5. Existe ainda os balotes singulares Foster e Knock Steel, com 10,2 mm de diâmetro. O balote Foster é feito de chumbo e apresenta uma dispersão de cerca de um palmo a um palmo e meio a 20 metros. Lógico que não se presta a ser utilizada nessa distância. Em distâncias menores, a dispersão se reduz consideravelmente. Já a Knock Steel, considero bastante eficiente mesmo a 20 metros. Por ser feita de aço carbono maciço envolto em chumbo, a trajetória da munição Knock Steel é mais “regular” e a deflexão é mínima. Praticamente, se acerta onde se mira com o balote singular Knock Steel. Em termos de energia na boca do cano, a Knock Steel equivaleria à munição .45, segundo a fabricante.
6. Uma configuração possível seria usar 5 munições SG4 no Taurus Judge. Isso daria um “poder de fogo” equivalente a 20 munições de um calibre 38, logicamente dentro do “alcance operacional” do Taurus Judge, de 10 a 15 metros. Outra configuração interessante seria usar munição SG4 na primeira câmara do tambor, seguida de uma munição Knock Steel, depois outra SG4, seguida de 3 munições Knock Steel, o que resultaria em 11 projéteis, sendo oito deles com 8,8 mm e três com 10,2 mm (4-1-4-1-1-1).
7. Os picotes no alvo (papel) mostram que a 20 metros o balote singular Knock Steel “faz um buraco” pelo menos duas vezes maior que as munições 38 e .380. Maior também que um 9 mm. Como era esperado, o picote no papel feito pelos balotes SG4 equivalem em tamanho (diâmetro) a uma munição 38. Além disso, a “explosão” de disparo de um Judge com balote Knock Steel é bem maior que o de um revólver 38. E a “língua de fogo” é um espetáculo à parte...
8. Também deve-se considerar que o peso de cada munição SG4 é muito maior (talvez o dobro) do que o peso da munição singular Knock Steel, dado que o aço carbono é um material bem mais leve que o chumbo. Em testes feitos pela CBC em plastilina, a Knock Steel penetrou 13 cm, 30% a mais que o balote Foster feito exclusivamente em chumbo. O preço da caixa com 25 munições Knock Steel está em 225 reais. O preço da caixa com 25 munições SG4 está em 130 reais, aproximadamente.
9.Não observei "embuchamento" em qualquer cartucho. O Knock Steel entra um pouco "mais justo", mas pode ser extraído sem problemas após o disparo.
Por hora, a conclusão óbvia é que o Judge Taurus é uma arma essencialmente para uso em defesa, até 10 metros - máximo de 15 metros, e não se prestaria ao uso policial. Apesar disso, com o uso exclusivamente de munição Knock Steel de aço carbono, pode ser usado para atingir alvos a 20 metros, sem desvios na trajetória. O "buraco", como dissemos, é o dobro do tamanho produzido por um revólver 38. Então a Knock Steel é uma munição que tem acurácia, grande energia e causa provavelmente danos consideráveis de 3 a 15 metros.
Recarregar o tambor do Judge é uma tarefa mais demorada que recarregar um revolver 38, já que a munição do Judge tem 63,5 mm de comprimento.
Uma vantagem comparativa com o revolver 38 é que o uso do balote SG4 não exige muita preocupação com o alinhamento massa-alça de mira do Taurus Judge. Já ouvi alguém se referir ao Judge como "12 de bolso".
Depois postarei sobre o porte velado (possível sim!) do RT Taurus .410 Judge.

steagall
Mensagens: 264
Registrado em: 08 Dez 2013, 12:50

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por steagall »

que aula...parabens....outrora quando mais nove ,possui uma rossi 36 que costumava encaixar(nunca disparei) munição 44-40....no caso do 410...sera possivel usar a .45 (no stand) só para teste..??
Devido ao alto custo da munição ao invadir a área desta casa não será dado tiro de aviso, contamos com sua compreensão"
SE LEVAR UM TIRO,TEM O DEVER DE PERMANECER PARADO
TUDO O QUE FIZER SERÁ USADO CONTRA VOCÊ NO TRIBUNAL

Ronaldo
Mensagens: 89
Registrado em: 27 Jan 2016, 21:35

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Ronaldo »

Já usei a bala 44-40 na espingarda 36. Deve funcionar no revolver também se é o mesmo calibre.

LuizC
Mensagens: 4
Registrado em: 26 Abr 2016, 22:49

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por LuizC »

A munição 44 entra sem folga ou aperto na câmara do Judge. Nos EUA o revolver Taurus Judge é municiado com munição 45 (cano raiado), por ser permitido o uso civil nesse calibre. A munição 44 para arma longa, embora "calce" o nosso Judge não foi feita para essa finalidade... o cartucho é mais longo e deve dissipar uma energia tremenda no disparo. Pelo sim, pelo não, não tive "coragem" de disparar nem com uma e nem com outra no meu revólver Judge (que acabei de comprar e ainda estou pagando... rsrsrsrs). Fica sempre a curiosidade... Mas com essa munição Knock Steel acho que "vale" a mesma coisa, praticamente. Uma coisa se garante: com a Knock Steel o revólver Judge é superior a qualquer 38, até 20 metros, na minha opinião.

LHV
Mensagens: 90
Registrado em: 17 Abr 2015, 21:51

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por LHV »

Só uma correção , a quantidade de chumbo T no cartucho 36 são de aproximadamente de 12 a 14 esferas ,uma recarga no cartucho de metal pode até caber mais um pouco mas não muito além disso . Eu compraria esse revolver para defesa , existem diversas possibilidades de recarga que podem ser feitas sem equipamentos controlados , apenas um prego ,um pedaço de papel e um lapis ( e claro conhecimento ) já são suficientes para tirar a espoleta ,fazer uma bucha e introduzi-la no cartucho e os insumos podem ser adquiridos em qualquer loja de caça e pesca . Quando eu era bem jovem não tinha muito recurso , caçava com uma espingarda 36 e para tiros mais distantes eu amarrava 3 esferas para que elas não espalhassem .

mvsszz
Mensagens: 59
Registrado em: 16 Jul 2015, 16:48

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por mvsszz »

Belo review, mas eu não consigo ver utilização prática pra essa arma no Brasil.

Em comparação com o .38spl perde por 1-3 munições, não há possibilidade de speed/jet, a dimensão da arma deve ser levada em consideração, principalmente em relação ao porte, fora que a capacidade de levar munição para recarregar também é um pesadelo.

Não vejo nenhum cenário possível onde a utilização do RT410 seja efetiva, a não ser como defesa residencial e mesmo assim como uma segunda arma como backup.

LuizC
Mensagens: 4
Registrado em: 26 Abr 2016, 22:49

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por LuizC »

De fato LHV, houve um equívoco meu, ao me referir ao chumbo T... na verdade, o correto seria Velox chumbo 9, esse sim "espalha" bastante, segundo o fabricante 200 esferas - não sei, não contei (rsrsrs).
Há muito o que discutir a respeito do uso de uma arma para defesa. Não acredito que o uso de uma arma estritamente para defesa se confunda com uso policial. Há requisitos diversos para o uso por assim dizer "não policial". Para um civil, dificilmente teria alguma aplicação prática andar com um speed/jet loader... Para situações assim, seja em casa, seja em porte velado se você não resolver o problema com as cinco munições de um revólver (e dar o fora!), já era...
Então, não há qualquer polêmica: o Judge para uso no serviço policial fora de questão!
O que percebo (falo "percebo", porque ainda não há elementos "científicos" para formular uma afirmação definitiva) é: um disparo de Judge com Knock Steel a 10 metros faz um rombo duas vezes maior que o mesmo disparo de um 38. A munição é feita de aço carbono, comparativamente ao chumbo a deformação é mínima ou zero. Segundo o fabricante, energia da munição Knock Steel seria equivalente a uma munição calibre 45. Esse é um fator importantíssimo para embasar a tese de legítima defesa... Dificilmente se vai conseguir a proeza de imobilizar um agressor com um tiro solitário de .380... Talvez de 38, mas fica a dúvida. Eu não tenho dúvida nenhuma que a Judge .410 é superior aos dois calibres nesse quesito.
Portanto, uma coisa que se conclui é que fazer qualquer juízo de valor a respeito do Judge sem levar em consideração a munição não nos leva a uma conclusão realmente segura a respeito das potencialidades dessa arma.
Assim que possível e se for possível fazer isso aqui, vou ver se posto algumas fotos sobre o porte velado do Judge de 3 polegadas. Não é tão confortável, lógico, como andar com uma Beretta 6.35, mas não incomoda um absurdo... Ou seja em situações em que é necessário estar armado, com o coldre adequado em porte velado frontal não incomoda a ponto de inviabilizar. Já o porte velado nas costas é muito mais complicado, embora possível desde que vc não carregue a arma diariamente como hábito, etc. Por fim, o tipo de munição influi no conforto do porte, pois a arma carregada com munição SG4 é consideravelmente mais pesada do que quando carregada exclusivamente com a munição Knock Steel.

mvsszz
Mensagens: 59
Registrado em: 16 Jul 2015, 16:48

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por mvsszz »

LuizC escreveu:Há muito o que discutir a respeito do uso de uma arma para defesa. Não acredito que o uso de uma arma estritamente para defesa se confunda com uso policial. Há requisitos diversos para o uso por assim dizer "não policial". Para um civil, dificilmente teria alguma aplicação prática andar com um speed/jet loader... Para situações assim, seja em casa, seja em porte velado se você não resolver o problema com as cinco munições de um revólver (e dar o fora!), já era...
É muito fácil dizer isso até o primeiro tiroteio. Munição nunca é demais esse papo de que se não resolver com 5 é melhor correr é meio ilógico.

Quanto a questão do speed/jet, foi você quem falou de porte e eu levantei essa questão. Além do que, mesmo em residência eles são úteis, uma vez que a recarga é mais rápida, o próprio armazenamento para eventual necessidade, além da rápida utilização em caso de necessidade. Com o Judge vai manter as outras munições numa bolsa? é uma ideia.
LuizC escreveu:Então, não há qualquer polêmica: o Judge para uso no serviço policial fora de questão!
O que percebo (falo "percebo", porque ainda não há elementos "científicos" para formular uma afirmação definitiva) é: um disparo de Judge com Knock Steel a 10 metros faz um rombo duas vezes maior que o mesmo disparo de um 38. A munição é feita de aço carbono, comparativamente ao chumbo a deformação é mínima ou zero. Segundo o fabricante, energia da munição Knock Steel seria equivalente a uma munição calibre 45. Esse é um fator importantíssimo para embasar a tese de legítima defesa... Dificilmente se vai conseguir a proeza de imobilizar um agressor com um tiro solitário de .380... Talvez de 38, mas fica a dúvida. Eu não tenho dúvida nenhuma que a Judge .410 é superior aos dois calibres nesse quesito.
Não posso discordar de tudo que disseste, mas ai fica um embate entre poder de fogo x capacidade e polivalência. Isso deve ser levado em consideração no Brasil pois é extremamente difícil e caro a compra de armamento, até mesmo para os membros das forças de segurança pública.

O que eu vejo no Judge é que ele realmente é um revólver muito restrito para certo tipo de situação, que é a defesa residencial.
LuizC escreveu:
Portanto, uma coisa que se conclui é que fazer qualquer juízo de valor a respeito do Judge sem levar em consideração a munição não nos leva a uma conclusão realmente segura a respeito das potencialidades dessa arma.
Como falei, é uma questão justa de escolha. Aqui, claramente, estamos priorizando o poder de parada em detrimento de outros fatores. A questão é até onde é válido sacrificar o resto a favor apenas do poder de parada.
LuizC escreveu: Assim que possível e se for possível fazer isso aqui, vou ver se posto algumas fotos sobre o porte velado do Judge de 3 polegadas. Não é tão confortável, lógico, como andar com uma Beretta 6.35, mas não incomoda um absurdo... Ou seja em situações em que é necessário estar armado, com o coldre adequado em porte velado frontal não incomoda a ponto de inviabilizar. Já o porte velado nas costas é muito mais complicado, embora possível desde que vc não carregue a arma diariamente como hábito, etc. Por fim, o tipo de munição influi no conforto do porte, pois a arma carregada com munição SG4 é consideravelmente mais pesada do que quando carregada exclusivamente com a munição Knock Steel.
Como todo review seria de grande valia. Seria essa arma uma boa para o porte dentro de veículos? É uma ideia que um colega de trabalho tinha sobre ele. Hoje eu tenho uma G25 e sei que a "performance" do .380ACP, ao atirar de dentro do carro, é horrível, por exemplo.

No resto, parabéns pela contribuição e não me leve a mal pelo texto, mas acho que isso enriquece o fórum.

Grande abraço.

LuizC
Mensagens: 4
Registrado em: 26 Abr 2016, 22:49

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por LuizC »

Ótimas ponderações mvsszz. É isso, temos que levantar as possibilidades, vantagens, limitações. Isso é bom para que as pessoas tenham mais informações. Concordo com você que o uso de jet-speed loader é realmente uma dificuldade. O poder de parada com a munição Knock Steel é uma vantagem, mas há outros fatores que contraindicam a arma para o porte. De qualquer modo, sempre haverá "vantagens e desvantagens" em todas as coisas, e nesse campo de armas curtas as controvérsias são grandes. O seu post, mvsszz, com as boas ponderações, evidenciou alguns pontos de fato complicados para uma plena aprovação do Judge RT 410. Aguardamos a opinião de outras pessoas para enriquecer o debate. Isso sempre é muito bom. Apenas para "apimentar" o debate, existe a possibilidade de usar a munição SG4 o que resultaria em 20 projéteis com 8,8 mm no tambor do Taurus Judge... Isso minimizaria a limitação do jet-speed loader. Como temos um "cobertor curto", nunca vamos resolver todos os problemas. Sacrifica-se o poder de parada (energia) de uma munição singular de aço inox pela "quantidade". Vantagem adicional: minimiza-se a necessidade de perfeito alinhamento massa-alça de mira, embora não se possa ignorar isso, mas "se acerta mais fácil" que um revólver 38, principalmente os de duas ou 3 polegadas de cano.
Abraço fraterno.

Izn
Mensagens: 3
Registrado em: 21 Mai 2017, 21:45

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Izn »

O RT entra no SINARM como arma de porte ou arma de caça de alma lisa?

marceloclr
Mensagens: 25
Registrado em: 20 Jan 2017, 09:26

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por marceloclr »

LuizC escreveu:Boa tarde!
O objetivo é esclarecer os muitos pontos obscuros que ainda existem sobre o revólver Taurus RT 410 - Judge, calibre 36. Em parte, as dúvidas sobre a eficácia dessa arma "diferente" ocorrem pelo relativo curto período de lançamento no Brasil. Nos EUA, a situação muda, uma vez que lá o Taurus Judge apresenta alma raiada para permitir o uso de munição calibre 45.
Tenho o Taurus Judge com cano de 3 polegadas, inoxidado. Confesso, na verdade, que comprei "no escuro", mas aos poucos vou, eu mesmo, entendendo melhor as particularidades dessa arma singular. Postarei algumas conclusões a que cheguei, pelo uso prático em stand, portanto em ambiente controlado. E espero compartilhar e debater o tema com as experiências de outros.
1. Uma grande vantagem do Taurus Judge é que, tendo condições financeiras, pode-se comprar até 200 cartuchos de munição por mês. Isso são 8 caixas de 25 cartuchos, o que equivale a 40 cargas de 5 munições!
2. O preço da caixa de munição varia muito, dependendo do tipo, mas algo entre 115 e 225 reais, aqui em Brasília. No caso do chumbo T, mais barato, cada cartucho sai por algo em torno de R$ 4,60.
3. Certos tipos de chumbo são um problema se você for usar fora do ambiente "rural". É o caso do chumbo T, no qual cada cartucho tem 200 esferas de chumbo, segundo o fabricante (CBC). O poder de fogo é grande, mas, acrescento, a curtíssimas distâncias. Como cada projétil tem 200 esferas e são 5 projéteis no revólver, significa que 1000 esferas de chumbo podem ser disparadas em 5 tiros. Diversos disparos em stand a distâncias variadas me fazem concluir o seguinte: essa munição "espalha muito" em canos de 3 polegadas e "espalha menos" em canos de 6,5 polegadas do Judge. De qualquer modo, para o Judge de 3 polegadas, a distância efetiva máxima é de 3 a 5 metros apenas. Além disso, o risco é grande de acertar "de leve" o alvo, sem contar o perigo de "não acertar" ou "acertar o que não deve".
4. Outra possibilidade de munição é a SG4 (da CBC) com 4 balotes de chumbo, de 8,8 mm de diâmetro cada um. A 15 metros espalha o equivalente a um palmo, um pouco mais. Acima de 15 metros não é efetiva, já que ocorre uma grande dispersão. A menos de 10 metros, a dispersão é algo como um punho fechado. A 3 ou 4 metros, praticamente as 4 esferas de chumbo “entram juntas”.
5. Existe ainda os balotes singulares Foster e Knock Steel, com 10,2 mm de diâmetro. O balote Foster é feito de chumbo e apresenta uma dispersão de cerca de um palmo a um palmo e meio a 20 metros. Lógico que não se presta a ser utilizada nessa distância. Em distâncias menores, a dispersão se reduz consideravelmente. Já a Knock Steel, considero bastante eficiente mesmo a 20 metros. Por ser feita de aço carbono maciço envolto em chumbo, a trajetória da munição Knock Steel é mais “regular” e a deflexão é mínima. Praticamente, se acerta onde se mira com o balote singular Knock Steel. Em termos de energia na boca do cano, a Knock Steel equivaleria à munição .45, segundo a fabricante.
6. Uma configuração possível seria usar 5 munições SG4 no Taurus Judge. Isso daria um “poder de fogo” equivalente a 20 munições de um calibre 38, logicamente dentro do “alcance operacional” do Taurus Judge, de 10 a 15 metros. Outra configuração interessante seria usar munição SG4 na primeira câmara do tambor, seguida de uma munição Knock Steel, depois outra SG4, seguida de 3 munições Knock Steel, o que resultaria em 11 projéteis, sendo oito deles com 8,8 mm e três com 10,2 mm (4-1-4-1-1-1).
7. Os picotes no alvo (papel) mostram que a 20 metros o balote singular Knock Steel “faz um buraco” pelo menos duas vezes maior que as munições 38 e .380. Maior também que um 9 mm. Como era esperado, o picote no papel feito pelos balotes SG4 equivalem em tamanho (diâmetro) a uma munição 38. Além disso, a “explosão” de disparo de um Judge com balote Knock Steel é bem maior que o de um revólver 38. E a “língua de fogo” é um espetáculo à parte...
8. Também deve-se considerar que o peso de cada munição SG4 é muito maior (talvez o dobro) do que o peso da munição singular Knock Steel, dado que o aço carbono é um material bem mais leve que o chumbo. Em testes feitos pela CBC em plastilina, a Knock Steel penetrou 13 cm, 30% a mais que o balote Foster feito exclusivamente em chumbo. O preço da caixa com 25 munições Knock Steel está em 225 reais. O preço da caixa com 25 munições SG4 está em 130 reais, aproximadamente.
9.Não observei "embuchamento" em qualquer cartucho. O Knock Steel entra um pouco "mais justo", mas pode ser extraído sem problemas após o disparo.
Por hora, a conclusão óbvia é que o Judge Taurus é uma arma essencialmente para uso em defesa, até 10 metros - máximo de 15 metros, e não se prestaria ao uso policial. Apesar disso, com o uso exclusivamente de munição Knock Steel de aço carbono, pode ser usado para atingir alvos a 20 metros, sem desvios na trajetória. O "buraco", como dissemos, é o dobro do tamanho produzido por um revólver 38. Então a Knock Steel é uma munição que tem acurácia, grande energia e causa provavelmente danos consideráveis de 3 a 15 metros.
Recarregar o tambor do Judge é uma tarefa mais demorada que recarregar um revolver 38, já que a munição do Judge tem 63,5 mm de comprimento.
Uma vantagem comparativa com o revolver 38 é que o uso do balote SG4 não exige muita preocupação com o alinhamento massa-alça de mira do Taurus Judge. Já ouvi alguém se referir ao Judge como "12 de bolso".
Depois postarei sobre o porte velado (possível sim!) do RT Taurus .410 Judge.
O Judge, além da munição 410 aceita a 45 LC e 45 ACP?

rthv
Mensagens: 3
Registrado em: 04 Jul 2017, 14:08

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por rthv »

Vi o pessoal falando sobre a questão do jet loader para o judge. Informo aos senhores que existe sim o jet para o judge que pode ser encontrado aqui: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB- ... 6ga-5t-_JM. Também possuo um judge com cano de 3 pol. e um .38 de 4 pol. Para mim, para defesa residencial, não há arma curta melhor do que o judge, e a munição ideal, em minha opinião, é o SG4. Esse cartucho entrega 442 joules de energia na boca do cano possuindo um excelente poder de parada. Se você se deparar com um invasor em sua residência, com certeza não estará a mais de 10 ou 15 metros dele, e nessa distância o SG4 é bem eficiente sem contar no fator psicológico que ele causa ao seu agressor tanto pela altura da explosão causada pelo disparo quanto pela língua de fogo que ele expele, é simplesmente lindo! kkkkkk. Já para o porte velado, penso que é uma arma muito pesada e desconfortável.

rthv
Mensagens: 3
Registrado em: 04 Jul 2017, 14:08

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por rthv »

marceloclr escreveu: O Judge, além da munição 410 aceita a 45 LC e 45 ACP?
Aceita o 44-40 e o 45 LC, porém lembre-se de que a alma é lisa e com isso a precisão fica prejudicada, nesse caso, para utilização para disparo com um único projétil, o melhor seria usar o cartucho knock steel que tem a energia bem parecida à do cal. .45 LC

Veterano299
Mensagens: 2
Registrado em: 12 Jul 2017, 14:31

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Veterano299 »

Olá, eu já tinha cadastro aqui mas pelo tempo que fiquei ausente, fui descadastrado! Ok, voltei cm outro nick.
Bom, muito bom seu review da Judge, gostei dos pontos que vc colocou.

Estou comprando um RT de 3" também e acredito estar fazendo um ótimo negócio, pois moro num sítio e pelo fato de ter mais opções de munição, mais volume de compra mensal e ainda poder "fazer" munição em casa.
Sim, existem pontos negativos como portar e o jet loader, mas isso diante dos pontos positivos, abro mão dos negativos. (meu caso).
Abraço!

jeep willys
Mensagens: 34
Registrado em: 10 Ago 2017, 10:51

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por jeep willys »

tenho um rt 410, só elogios . até 15 metros . canhão de mão mesmo. da um estouro e uma labareda muito bacana. P/ defesa residencial é excelente. um tiro com sg4 é praticamente 4 tiros de 38 ao mesmo tempo. azar do cara q levar um tiro desse.

Henrique
Mensagens: 22
Registrado em: 14 Out 2014, 22:24

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Henrique »

Olá a todos!
Tenho um RT410 e uso munição SG4, fui até a loja onde comprei a arma e a munição e fui informado que, chegou a munição SG5, M3, e o vendedor me disse que posso usar no revólver, mas fiquei meio com o pé atras e mandei e-mail tanto pra Taurus, fabricante da arma quanto pra CBC, fabricante da munição, eu sei que as duas são do mesmo dono.. Mas mesmo assim queria saber ao certo, pra não fazer besteira na minha arma.
Isso já tem dois meses a nada, então pergunto aos que realmente sabem, é confiável usar essa munição SG5?
Obrigado!

moliternoga
Mensagens: 807
Registrado em: 24 Out 2015, 21:14

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por moliternoga »

Eu não usaria as munições m3 no judge. Acho que podem forçar demais o tambor correndo risco de ocorrer danos no revólver ou até explodir o mesmo. Outra coisa que dizem é que com munições 3" não há espaço para o cartucho expandir a boca após o disparo podendo travar o tambor. Sinceramente não vejo nem vantagem nessa munição pro Judge. No radging Judge sei que podem ser usadas, assim como em espingardas com câmara de 3".

rthv
Mensagens: 3
Registrado em: 04 Jul 2017, 14:08

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por rthv »

Henrique escreveu:Olá a todos!
Tenho um RT410 e uso munição SG4, fui até a loja onde comprei a arma e a munição e fui informado que, chegou a munição SG5, M3, e o vendedor me disse que posso usar no revólver, mas fiquei meio com o pé atras e mandei e-mail tanto pra Taurus, fabricante da arma quanto pra CBC, fabricante da munição, eu sei que as duas são do mesmo dono.. Mas mesmo assim queria saber ao certo, pra não fazer besteira na minha arma.
Isso já tem dois meses a nada, então pergunto aos que realmente sabem, é confiável usar essa munição SG5?
Obrigado!
Senão me engano, eu li no site da Taurus ou da CBC que esse tipo de munição não pode ser usada no Judge. recomendo não usar amigo.

Henrique
Mensagens: 22
Registrado em: 14 Out 2014, 22:24

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Henrique »

Exato, pelo que já li não vou usar, vou continuar no SG4 e na knock steel...
Valeu!!

Erick Tamberg
Mensagens: 655
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Erick Tamberg »

Ainda não vi ninguém alvejado com um tiro de Judge para ter uma ideia real da coisa.

charbel
Mensagens: 5
Registrado em: 12 Jan 2018, 13:49

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por charbel »

sobre a municao sg5:

Pode usar sim sem medo, porém, a Taurus não vende no Brasil o Judge com câmara de 3".
Provavelmente o seu é comprado no Brasil e vai faltar câmara pro cartucho maior.

a Taurus é bem porca nesta parte, eu falei com vários funcionários dos setores comercial e técnico e nenhum dos contatados sabia dizer o porquê da Taurus não disponibilizar o modelo com a câmara maior.

Alem disso, Por quê o site Taurus Brasil é tão relaxado de informações será?

Edit: vou por o meu à venda provavelmente, comprei pra derrubar alguns javalis e assaltantes de vez em quando. o meu é de 4"de cano e cor oxidada (preta)

Marcelo R. Da Luz
Mensagens: 1
Registrado em: 06 Ago 2018, 22:00

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Marcelo R. Da Luz »

Boa Noite também gostaria de saber se o apostilamento do Rt 410 6,6” entra no CR atirador ou de caçador

Henrique
Mensagens: 22
Registrado em: 14 Out 2014, 22:24

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Henrique »

Olá, tenho um Judge 3 polegadas é preciso de um coldre velado para usar no sítio, alguém sabe onde comprar ou quem faz artesanalmente?
Melhor de couro ou Kydex?
Obrigado, abraço!

Guina
Mensagens: 66
Registrado em: 02 Ago 2017, 22:09

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por Guina »

Henrique escreveu:Olá, tenho um Judge 3 polegadas é preciso de um coldre velado para usar no sítio, alguém sabe onde comprar ou quem faz artesanalmente?
Melhor de couro ou Kydex?
Obrigado, abraço!
A Coldres & Capangas faz excelentes coldres de couro por encomenda. Entre em contato com eles: coldresecapangas@gmail.com

Fiz 2 velados para minha Imbel e são de ótima qualidade e acabamento.

alsnet
Mensagens: 5
Registrado em: 13 Abr 2017, 16:20

Re: TAURUS RT 410 JUDGE, CALIBRE 36: SEM MISTÉRIOS

Mensagem por alsnet »

Amigos, revivendo o tópico, tenho uma pergunta:

É possível usar os cartuchos metálicos no RT410?

Abraços!

Responder