Primeira Pistola - Defesa Residencial

SOPMod
Mensagens: 55
Registrado em: 12 Abr 2017, 17:44

Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por SOPMod »

Bom dia.

Qual pistola vocês recomendariam para primeira aquisição a quem pretende utilizá-la principalmente para defesa residencial e, esporadicamente, treinar no clube de tiro? Por quê?

Obrigado.

PS: atirador CAC. :evil:

Erick Tamberg
Mensagens: 678
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Erick Tamberg »

Sendo CAC, a minha opção seria uma boa e velha 1911 A-1. O .45 ACP é um calibre bem presente para uso esportivo e, indiscutivelmente, eficiente para defesa.

Pistolas monofilares se adequam melhor a tamanhos diferentes de mão. Mesmo uma mulher "mignon" pode usar uma 1911 sem qualquer dificuldade.

Pensando que as mulheres da casa possam precisar da arma, lembre-se de que elas não costumam se dar bem com armas de ação dupla. Em regra, odeiam revólveres.

Dentro da residência, uma pistola pode ser mantida em "condição 3" (carregador cheio e câmara vazia), o que dá algum acréscimo em segurança sem comprometer a prontidão de uso da arma. Além disso, manobrar o ferrolho de uma 1911 tem quase o mesmo efeito dissuasivo de se manobrar uma 12 de corrediça.

rbusato
Mensagens: 21
Registrado em: 10 Mar 2017, 13:45

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por rbusato »

SOPMod escreveu: Qual pistola vocês recomendariam para primeira aquisição a quem pretende utilizá-la principalmente para defesa residencial e, esporadicamente, treinar no clube de tiro? Por quê?
O ponto chave é o treino. Minha sugestão é que o "esporádico" seja trocado por um "frequente" pelo menos até que o manuseio da arma esteja natural e que você consiga operá-la com segurança sem ter que se concentrar no manuseio em si, podendo se concentrar em outras coisas como por exemplo seu alvo.

Isso dito, a pistola em si pode ser qualquer uma com grande capacidade de munição, no calibre de sua preferência. Entre as nacionais ficaria com a imbel em 9mm ou .380 se preferir aquisição pela PF. Se for importar aí a lista de opções é imensa e existem boas opções em ação simples, dupla e híbrida.

Hoje é possível para um CAC comprar uma Glock junto a seu escritório no Brasil, é uma opção válida.

Isso porque a pergunta foi por uma pistola para defesa residencial. Minha escolha para defesa residencial é uma pump 12ga.

SOPMod
Mensagens: 55
Registrado em: 12 Abr 2017, 17:44

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por SOPMod »

rbusato escreveu:
Isso dito, a pistola em si pode ser qualquer uma com grande capacidade de munição, no calibre de sua preferência. Entre as nacionais ficaria com a imbel em 9mm ou .380 se preferir aquisição pela PF. Se for importar aí a lista de opções é imensa e existem boas opções em ação simples, dupla e híbrida.

Hoje é possível para um CAC comprar uma Glock junto a seu escritório no Brasil, é uma opção válida.

Isso porque a pergunta foi por uma pistola para defesa residencial. Minha escolha para defesa residencial é uma pump 12ga.
Eu também almejo adquirir uma 12 e utilizar como backup a pistola. MAS... considerando a capacidade e a facilidade de manuseio por todos os membros da casa, a primeira aquisição será pistola.

Eu dei uma olhada no siteda Glock Brasil e gostei bastante da G19. Mas tendo em vista o preço e a finalidade, talvez uma IMBEL seja mais adequada para mim. Recomenda alguma da IMBEL em .45 ACP e 9 mm?
Erick Tamberg escreveu:Sendo CAC, a minha opção seria uma boa e velha 1911 A-1. O .45 ACP é um calibre bem presente para uso esportivo e, indiscutivelmente, eficiente para defesa.

Pistolas monofilares se adequam melhor a tamanhos diferentes de mão. Mesmo uma mulher "mignon" pode usar uma 1911 sem qualquer dificuldade.

Pensando que as mulheres da casa possam precisar da arma, lembre-se de que elas não costumam se dar bem com armas de ação dupla. Em regra, odeiam revólveres.

Dentro da residência, uma pistola pode ser mantida em "condição 3" (carregador cheio e câmara vazia), o que dá algum acréscimo em segurança sem comprometer a prontidão de uso da arma. Além disso, manobrar o ferrolho de uma 1911 tem quase o mesmo efeito dissuasivo de se manobrar uma 12 de corrediça.
Muitíssimo obrigado a todos pelas dicas. Recomenda alguma da IMBEL também em 9 mm?

Olhando o site da fabricante brasileira, me interessei nessas aqui:

> 9 mm TC MD1 e MD6 (ainda em avaliação no Exército)
>.45 M911 A1: clássica, e bem interessante pela facilidade de encontrar peças no mercado. Preços à partir de R$ 3200.
> 9 SC MD1 (Xodó): é minha favorita! Preços por volta de R$ 3600.

Mais uma pergunta: um CAC pode adquirir arma direto da IMBEL, correto? Onde encontro os preços das armas direto no site da fábrica?

PS: Taurus nem pensar. Não quero brincar de loteria.

Mindtilt
Mensagens: 106
Registrado em: 07 Jan 2018, 18:49

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Mindtilt »

Se for treinar bastante, eu optaria por uma g25 devido a três vantagens:
1 - A munição é bem mais barata, da para treinar mais.
2- Você corre menos risco ao se dirigir para o clube com sua arma de ter injustamente e ilegalmente sua prisão decretada por porte de arma de fogo de uso restrito, algum delegado que desconhece a portaria 28 poderá efetuar sua prisão (como já aconteceu com cacs). Se o calibre for permitido, com a fiança você sairá imediatamente e poderá procurar um advogado em liberdade para rever sua pistola e seus direitos.
3- Você tem a possibilidade de passar a arma para PF posteriormente se o objetivo futuro é apenas defesa ou o porte.

A desvantagem obviamente é o calibre mais anêmico, mas arma é muito mais treino que calibre.


Obs: imbel é loteria tb, muita imbel nova precisa ir para um armeiro competente, tirar rebarbas, etc...
Entretanto a imbel é uma arma mais resistente que a taurus.
Editado pela última vez por Mindtilt em 24 Fev 2018, 22:52, em um total de 3 vezes.

Mindtilt
Mensagens: 106
Registrado em: 07 Jan 2018, 18:49

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Mindtilt »

Erick Tamberg escreveu:Sendo CAC, a minha opção seria uma boa e velha 1911 A-1. O .45 ACP é um calibre bem presente para uso esportivo e, indiscutivelmente, eficiente para defesa.

Pistolas monofilares se adequam melhor a tamanhos diferentes de mão. Mesmo uma mulher "mignon" pode usar uma 1911 sem qualquer dificuldade.

Pensando que as mulheres da casa possam precisar da arma, lembre-se de que elas não costumam se dar bem com armas de ação dupla. Em regra, odeiam revólveres.

Dentro da residência, uma pistola pode ser mantida em "condição 3" (carregador cheio e câmara vazia), o que dá algum acréscimo em segurança sem comprometer a prontidão de uso da arma. Além disso, manobrar o ferrolho de uma 1911 tem quase o mesmo efeito dissuasivo de se manobrar uma 12 de corrediça.
No caso de arma para legítima defesa (registro PF), pode ser o caso da 1911 ou qualquer outra arma, em minha opinião pessoal, acho um erro deixar sem munição na câmera, a câmera vazia compromete o primeiro e mais importante disparo com riscos adicionais:
1- Tempo adicional para puxar o ferrolho.
2- Barulho de puxar o ferrolho podendo entregar sua posição.
3- Falha de alimentação no primeiro disparo.
O barulho do disparo ou o impacto do projétil em minha opinião intimida muito mais que o barulho de puxar um ferrolho, se você precisar chegar ao ponto de usar a arma para legítima defesa o ideal é que ela esteja já preparada para disparar com o menor número de ações possíveis...
Embora pistolas de dupla ação sejam mais seguras neste sentido, acredito que a 1911 oferece segurança suficiente para você poder guardar ela já preparada para o uso, com o cão armado e munição na câmera. A 1911 não é uma 638 que dispara sozinha (embora algumas com kit ADC disparem, mas estamos falando de 1911 e não de aberrações ao projeto dela), é um projeto consagrado e seguro.

andre765
Mensagens: 23
Registrado em: 07 Set 2016, 23:28

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por andre765 »

Bom Dia,
minha humilde opinião,
Como primeira arma, eu sinceramente diria para pegar uma G25 como o amigo falou, pela facilidade de transferir para a PF e começar a ser exclusiva para defesa..
Outro motivo, vejo que muitos CACs estão cancelando o CR, devido a burocracia que temos aqui no Brasil e os elevados custos de munição, clubes e etc, e um calibre permitido será muito mais fácil de administrar futuramente para passar para PF, a não ser que seja um policial ou magistrado.

O calibre .380 é considerável um calibre anêmico, mas pelo menor recuo é muito mais fácil de administrar os disparos agrupados em um possível agressor, sendo que disparos em órgão vitais que vão fazer a diferença..

Calibre 45 é uma paulada no disparo e no agressor, mas exige um pouco mais de treino para fazer bons disparos.. lembrando que pensando em defesa, não sabe o que pode encontrar pela frente e o alvo deixa de ser um papel e tem a possibilidade de um revide.
Calibre 9mm é bacana tanto no controle da arma, capacidade de munição, e em termos balísticos também gosto bastante... mas ai entra o velho discurso do calibre restrito, que no Brasil tudo é mais difícil.

Quanto as armas, falar de marca X ou Y, o pessoal de uma maneira geral crucifica as taurus, vejo pessoas que falam quem nem arma tem ainda, está tirando CR, nem tiro deu na vida e está ansiosa para que o CR saia para comprar uma arma e está falando mal da marca na fumaça que escutam de outras pessoas.
Realmente as armas da taurus são menos duradouras e algumas vezes menos precisas no caso do tiro esportivo que exige muito da arma, mas em uma maneira geral para defesa residencial e ir de vez em quando ao clube de tiro, não vejo problema algum em adquirir uma taurus... (estou falando pq tenho, não pq ouvi falar..). Claro que a obrigação de alguém que comprar uma arma é treinar para estar apto à utiliza-la se necessário e testar possíveis defeitos... tenho uma 24/7 cal 40 a 8 anos e não tenho e nunca tive problemas com ela... e olha que 24/7 deu o que falar...
Tenho uma imbel SC cal 40 com ADC, que não recomendo o ADC que pode te deixar na mão, e veio de fabrica com uma mira que ao mirar em no ombro esquerdo do alvo, vc acerta na região da bacia do lado direito a uns 10mts.. achei que era minha mão, então pedi para outros dois atiradores mais experientes atirar e obtiveram resultados semelhantes... nunca fiz isso nem com revolver 2" em ação dupla.
Defeitos é só procurar em fórum estrangeiros, que varias marcas tem...
No caso da 24/7 mesmo, quantos mil armas não foram vendidas paras as policias, e quantas apresentaram defeitos? Varias reportagens a respeito, concordo que se tratando de arma de fogo é inadmissível falhas, mas o operador testou a arma dele? Muitos recebem a arma de carga e nem limpam ela... municiam e colocam na cintura e sabe Deus o que pode acontecer. Quero deixar claro que não sou Pró taurus, mas tem muitos que criticam mas não tem fundamento para tal. Outro detalhe, os incidentes da taurus, foi um gancho para forçar a mudança da legislação brasileira que obriga as forças policiais a privilegiar a compra de armas nacionais, que no caso quem atende a demanda de produção é a taurus.

Agora eu que te faço uma pergunta, porque pistola e não revolver para defesa residencial?

Forte abraço

Mindtilt
Mensagens: 106
Registrado em: 07 Jan 2018, 18:49

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Mindtilt »

andre765 escreveu:Bom Dia,
minha humilde opinião,
Como primeira arma, eu sinceramente diria para pegar uma G25 como o amigo falou, pela facilidade de transferir para a PF e começar a ser exclusiva para defesa..
Outro motivo, vejo que muitos CACs estão cancelando o CR, devido a burocracia que temos aqui no Brasil e os elevados custos de munição, clubes e etc, e um calibre permitido será muito mais fácil de administrar futuramente para passar para PF, a não ser que seja um policial ou magistrado.

O calibre .380 é considerável um calibre anêmico, mas pelo menor recuo é muito mais fácil de administrar os disparos agrupados em um possível agressor, sendo que disparos em órgão vitais que vão fazer a diferença..

Calibre 45 é uma paulada no disparo e no agressor, mas exige um pouco mais de treino para fazer bons disparos.. lembrando que pensando em defesa, não sabe o que pode encontrar pela frente e o alvo deixa de ser um papel e tem a possibilidade de um revide.
Calibre 9mm é bacana tanto no controle da arma, capacidade de munição, e em termos balísticos também gosto bastante... mas ai entra o velho discurso do calibre restrito, que no Brasil tudo é mais difícil.

Quanto as armas, falar de marca X ou Y, o pessoal de uma maneira geral crucifica as taurus, vejo pessoas que falam quem nem arma tem ainda, está tirando CR, nem tiro deu na vida e está ansiosa para que o CR saia para comprar uma arma e está falando mal da marca na fumaça que escutam de outras pessoas.
Realmente as armas da taurus são menos duradouras e algumas vezes menos precisas no caso do tiro esportivo que exige muito da arma, mas em uma maneira geral para defesa residencial e ir de vez em quando ao clube de tiro, não vejo problema algum em adquirir uma taurus... (estou falando pq tenho, não pq ouvi falar..). Claro que a obrigação de alguém que comprar uma arma é treinar para estar apto à utiliza-la se necessário e testar possíveis defeitos... tenho uma 24/7 cal 40 a 8 anos e não tenho e nunca tive problemas com ela... e olha que 24/7 deu o que falar...
Tenho uma imbel SC cal 40 com ADC, que não recomendo o ADC que pode te deixar na mão, e veio de fabrica com uma mira que ao mirar em no ombro esquerdo do alvo, vc acerta na região da bacia do lado direito a uns 10mts.. achei que era minha mão, então pedi para outros dois atiradores mais experientes atirar e obtiveram resultados semelhantes... nunca fiz isso nem com revolver 2" em ação dupla.
Defeitos é só procurar em fórum estrangeiros, que varias marcas tem...
No caso da 24/7 mesmo, quantos mil armas não foram vendidas paras as policias, e quantas apresentaram defeitos? Varias reportagens a respeito, concordo que se tratando de arma de fogo é inadmissível falhas, mas o operador testou a arma dele? Muitos recebem a arma de carga e nem limpam ela... municiam e colocam na cintura e sabe Deus o que pode acontecer. Quero deixar claro que não sou Pró taurus, mas tem muitos que criticam mas não tem fundamento para tal. Outro detalhe, os incidentes da taurus, foi um gancho para forçar a mudança da legislação brasileira que obriga as forças policiais a privilegiar a compra de armas nacionais, que no caso quem atende a demanda de produção é a taurus.

Agora eu que te faço uma pergunta, porque pistola e não revolver para defesa residencial?

Forte abraço
Ótimo post André!
Eu pessoalmente gosto da plataforma 838 da taurus (tenho uma 838c), acho uma arma gostosa de atirar, é precisa e moderna e ao meu entender segura no que diz respeito a disparos acidentais, mas tem muitos que a criticam, tenho alguns problemas que acredito que vou solucionar em breve com um bom armeiro (ferrolho parando aberto com munição CBC treina ainda no carregador). Foi difícil escolher entre a 838 e a 838c, escolhi a segunda por ser mais procurada e ser mais fácil de revender se eu não me adaptasse com ela, entretanto me adaptei muito bem, adorei a empunhadura e a visada.

Estou participando do IPSC do clube com a 838c por hora, e ela esta dando conta do recado, muito precisa pro tamanho dela, mas já pedi autorização de compra de uma G25 e ainda pretendo pedir de um bom revolver (não decidi qual ainda).

Eu sou chato com limpeza, fico meia hora limpando depois do treino. No clube notei que 99% do pessoal usa imbel mas não me adaptei com esta arma, meu rendimento é pior, pode ser que com uma customizada seja bem diferente mas as que eu testei não gostei.
grande abraço!

andre765
Mensagens: 23
Registrado em: 07 Set 2016, 23:28

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por andre765 »

Muito Obrigado Mindtilt!!

Possuo uma G25 tbm!
Pode ir na fé que não vai se arrepender!

Já atirei com a 838c e gostei muito também. Ótima arma!

Quanto ao revolver, eu fui de RT627, muito bom o revolver também..

E no caso para defesa residencial eu indico revolver, mais fácil de usar... munição falhou, aperta de novo que vai...sob pressão resolver pane de pistola, as vezes não é tão simples.

E arma longa tenho uma espingarda de dois canos...

Para combate sim recomendo pistola e espingarda PUMP.

Para defesa residencial, o quanto mais simples os sistemas, eu acho melhor. (Minha opinião!)

Forte abraço!

Polonês
Mensagens: 15
Registrado em: 16 Jan 2017, 13:09

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Polonês »

Bom dia!

Concordo com o colega acima, Andre765.

Se você não frequenta um clube de tiro, não tem afinidade com pistola, melhor é ter um bom revólver em casa!

No seu caso, eu compraria um RT 817, revólver com 2" de cano e capacidade para 7 disparos de .38 special.

Bom revólver, robusto, para o resto da vida!

Por que não um de 4" ou 6" para ter em casa?

Vai por mim, o de 2" é efetivo, mas muito mais portátil, quando você está em sua propriedade, pode e deve portá-lo, e é muito melhor do que portar um 4" ou 5", que no final de contas deixará em um cofre ou gaveta por causa do tamanho e incômodo de ficar com ele na cintura. O snub de 2" também é muito mais fácil de esconder na sua casa, se um dia precisa se ausentar, deixá-lo em um local secreto, ou um simulacro desses de livros, bíblias, etc.

SOPMod
Mensagens: 55
Registrado em: 12 Abr 2017, 17:44

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por SOPMod »

Pessoal, vocês são demais!

Respondendo à pergunta "pq uma pistola para defesa residencial?": pela maior capacidade. Tudo bem, conheço o ditado do "se não resolver com 3 tiros, não resolverá com 10", mas eu fico meio cismado tendo em vista que, no Brasil, invasores de residências não costumam aparecer sozinhos... talvez nessa situação seria interessante ter capacidade.

Claro que meu sonho é ter pistola como principal e revólver como backup (o 817 já está na fila!), mas justamente por causa dessa questão da capacidade que eu tirei ele do topo da fila. O mesmo vale para a pump (só que no caso dela tbm considero a facilidade de ser operada por todos os residentes, inclusive os "mignon").

Quanto à eventual transferência para o SINARM, penso ser esta uma possibilidade remota. Enquanto não acabar essa palhaçada para liberar GT, por mim vale a pena aturar a burocracia do Exército e poder treinar em paz. O que vcs pensam sobre isso?

rbusato
Mensagens: 21
Registrado em: 10 Mar 2017, 13:45

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por rbusato »

SOPMod escreveu: Respondendo à pergunta "pq uma pistola para defesa residencial?": pela maior capacidade. Tudo bem, conheço o ditado do "se não resolver com 3 tiros, não resolverá com 10", mas eu fico meio cismado tendo em vista que, no Brasil, invasores de residências não costumam aparecer sozinhos... talvez nessa situação seria interessante ter capacidade.
Concordo com o colega. Mesmo policiais com treino mais erram do que acertam em confrontos com arma de fogo. Veja um trecho de uma reportagem (antiga até) do NY Times:

New York City police statistics show that simply hitting a target, let alone hitting it in a specific spot, is a difficult challenge. In 2006, in cases where police officers intentionally fired a gun at a person, they discharged 364 bullets and hit their target 103 times, for a hit rate of 28.3 percent, according to the department’s Firearms Discharge Report.

Fonte: http://www.nytimes.com/2007/12/09/weeki ... baker.html

Acurácia de 30% com uma pistola significa mais ou menos 5 acertos no(s) agressor(es). Já com um revolver significa mais ou menos 1 acerto no agressor (no singular mesmo). E isso é falando de policiais americanos treinados, acredito que um civil com toda dificuldade de treino que temos no Brasil teria uma performance pior.

Um argumento contra seria "ah mas eu treino bastante e consigo acertar muito mais que os 30%". Mesmo assumindo isso como verdade, se existe essa carga de treino acredito ser mais proveitoso treinar a resolução de panes de pistola e assim mitigar a principal desvantagem da mesma.

Mindtilt
Mensagens: 106
Registrado em: 07 Jan 2018, 18:49

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Mindtilt »

Concordo 100% com o lance do ratio acerto / erro.
Entretanto, dependendo da falha na pistola pode significar sua morte, tenha isso em mente.
O Revolver falha também, mas apertando denovo o gatilho você garante que outra munição seja picotada, a velocidade de apertar o gatilho novamente é infinitamente mais rápida que de resolver qualquer pane de pistola. No pior caso uma pane de pistola pode exigir que você tire o carregador, isso em confronto é impensável, se acontecer corra para um abrigo e torça para errarem os tiros.
Ainda acho o revólver mais seguro para defesa pela altíssima tolerância a falhas, mas nada impede de você ter um revolver e uma pistola. Eu estou efetuando a compra de minha 2 pistola e a próxima arma será um revolver com certeza.
Existem revolvers compactos com 7 munições.
Mas se usar revolver treine muito, tiro em ação dupla é mais difícil e em minha opinião 38 tem recuo maior que 380.

jeep willys
Mensagens: 34
Registrado em: 10 Ago 2017, 10:51

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por jeep willys »

P/ defesa residencial nada melhor que uma 12 pump 7+1 .. que pode escolher ainda PF ou EB. depois disso sim uma pistola. ( minha opinião)

Mindtilt
Mensagens: 106
Registrado em: 07 Jan 2018, 18:49

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Mindtilt »

A 12 é excelente opção mas acredito que estamos considerando armas curtas, mesmo pq muitos vão querer portar a arma dentro da residência ou no local de trabalho.
Muitas vezes para defesa não existe o tempo de pegar a arma longa no armário.

andre765
Mensagens: 23
Registrado em: 07 Set 2016, 23:28

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por andre765 »

Boa Noite!
Nunca fui tão participativo no fórum, mas já que comecei o assunto, vou conversar mais um pouco com vocês..

Já percebi que você já decidiu que vai ser uma pistola, mas qual calibre? Minha primeira arma também foi uma pistola.
Se sua mulher e filhos vão aprender a manusear, geralmente mulheres tem dificuldade com ferrolho..
O legal seria levar todo mundo em um clube de tiro, e você apresentar as armas e ver o que eles tem mais afinidade.. (isso tratando como mencionou que é uma arma para defesa e ser acessível a todos, se necessário...)

Esse lance de que comentou de resolver com menos ou mais tiros depende muito do agressor e principalmente se estiver sob uso de qualquer tipo de drogas... mas os tiros em órgãos vitais não fogem a regra, o mais louco nas drogas vai cair... e o fato do agressor vir em mais de uma pessoa, se você estourar uma bombinha ao invés de fazer um disparo, eles vão fugir, pois essa raça só ataca na covardia, ao menos que eles estejam indo te executar, pois ai talvez estejam mais preparados... mas mesmo assim acho que vão embora. Mas independente disso, a casa é sua, você conhece cada canto dela, os móveis e os melhores pontos para pegar o ladrão com mais facilidade e os pontos que pode ficar abrigado, então toda a vantagem é sua... não acredito que precisará de tantos disparos.

Mas qual a situação que vocês imaginam? O meliante tentando entrar na calada da noite? Tentando invadir no meio do dia? De dia, o mais comum é o meliante entrar junto com o proprietário da casa ao abrir e fechar portão na hora de sair ou chegar em casa, e essa é uma situação que provavelmente não esteja com a arma.

Esse lance dos 30%, é uma contagem total de disparos e acertos, o policial não descarregam a pistola todas as vezes que precisa usar ela... mas a questão do tiro policial é diferente.. para tentar comparar, teríamos que mudar o assunto para porte...

Sigma ou sinarm? Então outro ponto delicado... Não esqueça que a arma cadastrada no EB no CR é caracterizada para o tiro esportivo, claro que se balear alguém dentro da sua casa vai alegar que era o único meio de defesa, mas existem nesses meios muitos promotores e juízes que não gostam da gente e da policia... Tem promotor denunciando policial em ocorrência em que o meliante tenta efetuar disparos contra os policiais, a munição falha e o policial alveja o meliante em revide e falam que foi um exagero.. os policiais tem reagir somente se atirarem efetivamente contra eles... podem procurar que cada vez está mais comum... então é meio contar com a sorte... o sigma já caracteriza arma para defesa... Tudo isso porque o Brasil foi feito para não funcionar, pois independente de o cidadão ter uma arma, a questão do cadastro de atirador deveria ser apenas para aumentar a cota de compra de munições e poder transportar a arma para local de treino e competições...

Forte Abraço!

jeep willys
Mensagens: 34
Registrado em: 10 Ago 2017, 10:51

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por jeep willys »

Acima eu falei da 12 pump como uma ótima opção mas é arma longa. Outra opção q no meu caso tenho tb é o revolver RT 410 para defesa residencial. O estouro é igual da 12, são 5 cartuchos cal.36, usando o cartucho SG4 q contem 4 bagos de 8,8mm da um total de 20 bagos que aprox. um 38. Excelente p defesa residencial, já p tiro só se colocar cartucho chumbo 7 e ir brincar no prato :D . tem 8 tipos de cartucho que pode ser usado no revolver.

Avatar do usuário
Raziel
Mensagens: 516
Registrado em: 14 Dez 2015, 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Raziel »

andre765 escreveu:Boa Noite!
Nunca fui tão participativo no fórum, mas já que comecei o assunto, vou conversar mais um pouco com vocês..

Já percebi que você já decidiu que vai ser uma pistola, mas qual calibre? Minha primeira arma também foi uma pistola.
Se sua mulher e filhos vão aprender a manusear, geralmente mulheres tem dificuldade com ferrolho..
O legal seria levar todo mundo em um clube de tiro, e você apresentar as armas e ver o que eles tem mais afinidade.. (isso tratando como mencionou que é uma arma para defesa e ser acessível a todos, se necessário...)

Esse lance de que comentou de resolver com menos ou mais tiros depende muito do agressor e principalmente se estiver sob uso de qualquer tipo de drogas... mas os tiros em órgãos vitais não fogem a regra, o mais louco nas drogas vai cair... e o fato do agressor vir em mais de uma pessoa, se você estourar uma bombinha ao invés de fazer um disparo, eles vão fugir, pois essa raça só ataca na covardia, ao menos que eles estejam indo te executar, pois ai talvez estejam mais preparados... mas mesmo assim acho que vão embora. Mas independente disso, a casa é sua, você conhece cada canto dela, os móveis e os melhores pontos para pegar o ladrão com mais facilidade e os pontos que pode ficar abrigado, então toda a vantagem é sua... não acredito que precisará de tantos disparos.

Mas qual a situação que vocês imaginam? O meliante tentando entrar na calada da noite? Tentando invadir no meio do dia? De dia, o mais comum é o meliante entrar junto com o proprietário da casa ao abrir e fechar portão na hora de sair ou chegar em casa, e essa é uma situação que provavelmente não esteja com a arma.

Esse lance dos 30%, é uma contagem total de disparos e acertos, o policial não descarregam a pistola todas as vezes que precisa usar ela... mas a questão do tiro policial é diferente.. para tentar comparar, teríamos que mudar o assunto para porte...

Sigma ou sinarm? Então outro ponto delicado... Não esqueça que a arma cadastrada no EB no CR é caracterizada para o tiro esportivo, claro que se balear alguém dentro da sua casa vai alegar que era o único meio de defesa, mas existem nesses meios muitos promotores e juízes que não gostam da gente e da policia... Tem promotor denunciando policial em ocorrência em que o meliante tenta efetuar disparos contra os policiais, a munição falha e o policial alveja o meliante em revide e falam que foi um exagero.. os policiais tem reagir somente se atirarem efetivamente contra eles... podem procurar que cada vez está mais comum... então é meio contar com a sorte... o sigma já caracteriza arma para defesa... Tudo isso porque o Brasil foi feito para não funcionar, pois independente de o cidadão ter uma arma, a questão do cadastro de atirador deveria ser apenas para aumentar a cota de compra de munições e poder transportar a arma para local de treino e competições...

Forte Abraço!
André, não existe NENHUM, vou repetir, NENHUM caso de atirador que tenha perdido o CR ou respondido processo administrativo por utilizar sua arma para defesa. Arma caracterizada para o tiro esportivo é algo que simplesmente não existe, caso o atirador porte sua arma na rua para defesa(com exceção do previsto na portaria 28) ou faça alguma cagada na defesa residencial AÍ SIM ele pode sofrer mais sanções do que sofreria com a arma registrada na PF. Mas na legítima defesa residencial não existe problema algum de se utilizar armas do CR, mesmo que você também tenha armas registradas na PF. O processo a ser respondido e as dores de cabeça são rigorosamente as mesmas.

"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."

Erick Tamberg
Mensagens: 678
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Erick Tamberg »

É importante lembrar de algumas coisas.

Muitas pessoas tem um conceito equivocado sobre "defesa residencial".

A arma é apenas uma peça dentro desse conceito, a última a ser utilizada quando os demais recursos tiverem falhado.

Estando com tudo trancado, o tempo que o invasor vai levar para romper as barreiras é mais do que suficiente para manobrar qualquer arma de fogo. Além disso, é uma medida de segurança adicional (especialmente considerando o que vem ocorrendo com armas nacionais novas nos últimos anos...)

Em situações de vulnerabilidade específica (ex: garagem aberta para entrada e saída de veículos), aí sim a arma já tem que estar à mão e pronta para uso. Dependendo do caso, nessas horas, até uma carabina Puma pode ser melhor opção. Cobrir a entrada e saída de veículos de familiares com uma carabina, de um pavimento superior, é melhor e mais seguro do que ficar no mesmo pavimento com uma arma curta.

Reconheço que há situações onde o tiro de advertência afugentou o agressor, evitando o ataque sem que ninguém se ferisse. Porém, hoje, se você atirou dentro de casa e não há nenhum ladrão ferido para comprovar que você estava se defendendo, você pode responder por disparo de arma de fogo!

Apesar de ter um valor tático limitado, hoje prefiro adotar, como medida dissuasiva, a manobra da arma em relação ao tiro de advertência.

Erick Tamberg
Mensagens: 678
Registrado em: 09 Jun 2016, 13:50

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Erick Tamberg »

andre765 escreveu: Se sua mulher e filhos vão aprender a manusear, geralmente mulheres tem dificuldade com ferrolho..

A percepção que tenho é que mulheres, de modo geral, possuem mais dificuldade com o uso da ação dupla do que com manobra do ferrolho.

Pistolas pequenas, de modo geral, são mais duras de manobrar, pois precisam compensar a menor massa do ferrolho com uma mola recuperadora mais forte. Uma amiga que possui uma Walther PPK vivia se queixando disso em sua arma. Ao fazer um curso usando uma Glock do clube, quase arrancou o ferrolho da arma, tão acostumada que estava a colocar força para manobrar sua Walther...

A patroa, de 1,58m e 49 kg, só pedia para eu deixar a 1911 em casa (eu ia trabalhar com um "snubby" e uma H&K VP-70 Z, em 9mm Luger). Não gostava de atirar com revólveres e menos ainda com as armas longas (só se deu bem com a Taurus MT-12, bem adequada a seu porte físico). Um dia, perguntei quantos carregadores extras ela queria que eu deixasse. Sem nunca ter lido uma revista de armas, me respondeu com aquela velha frase dos Marines: "se com sete tiros de .45 eu não resolver..." :lol:

SOPMod
Mensagens: 55
Registrado em: 12 Abr 2017, 17:44

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por SOPMod »

Mindtilt escreveu:A 12 é excelente opção mas acredito que estamos considerando armas curtas, mesmo pq muitos vão querer portar a arma dentro da residência ou no local de trabalho.
Muitas vezes para defesa não existe o tempo de pegar a arma longa no armário.
Exato. Eu me interesso muito pela 12, mas não será a primeira opção por esses motivos.

Eu imagino a seguinte situação: madrugada, todo mundo dormindo. Escuto um barulho numa das portas de acesso. Vou acordar sonolento. Quanto tempo vou demorar para abrir o armário, pegar a espingarda e me preparar para defesa?
Erick Tamberg escreveu:É importante lembrar de algumas coisas.

Muitas pessoas tem um conceito equivocado sobre "defesa residencial".

A arma é apenas uma peça dentro desse conceito, a última a ser utilizada quando os demais recursos tiverem falhado.

Estando com tudo trancado, o tempo que o invasor vai levar para romper as barreiras é mais do que suficiente para manobrar qualquer arma de fogo. Além disso, é uma medida de segurança adicional (especialmente considerando o que vem ocorrendo com armas nacionais novas nos últimos anos...)
Depende do que vc colocar de "defesa" em sua casa, depende do bairro, depende do quanto vc pode gastar, etc. Claro, quanto mais pudermos atrasar o bandido, melhor. Mas ainda resta a questão da invasão em bando e da taxa de acerto.

andre765 escreveu: Já percebi que você já decidiu que vai ser uma pistola, mas qual calibre? Minha primeira arma também foi uma pistola.
Se sua mulher e filhos vão aprender a manusear, geralmente mulheres tem dificuldade com ferrolho..
O legal seria levar todo mundo em um clube de tiro, e você apresentar as armas e ver o que eles tem mais afinidade.. (isso tratando como mencionou que é uma arma para defesa e ser acessível a todos, se necessário...)

Sigma ou sinarm? Então outro ponto delicado... Não esqueça que a arma cadastrada no EB no CR é caracterizada para o tiro esportivo, claro que se balear alguém dentro da sua casa vai alegar que era o único meio de defesa, mas existem nesses meios muitos promotores e juízes que não gostam da gente e da policia... Tem promotor denunciando policial em ocorrência em que o meliante tenta efetuar disparos contra os policiais, a munição falha e o policial alveja o meliante em revide e falam que foi um exagero.. os policiais tem reagir somente se atirarem efetivamente contra eles... podem procurar que cada vez está mais comum... então é meio contar com a sorte... o sigma já caracteriza arma para defesa... Tudo isso porque o Brasil foi feito para não funcionar, pois independente de o cidadão ter uma arma, a questão do cadastro de atirador deveria ser apenas para aumentar a cota de compra de munições e poder transportar a arma para local de treino e competições...
Como o Raziel disse, se acertar vagabundo, vai ter dor de cabeça no SIGMA ou SINARM. A palhaçada da PF não liberar GT para testar a arma ou manter o treino em dia mais do que compensa a burocracia do Exército. É isso ou treinar ilegalmente na zona rural (e se for pego, vai perder a arma e tomar um processo bonito).

Sobre qual pistola/calibre, qual foi sua primeira?

Como eu disse lá no início do tópico, eu me interesso pela 9 mm, mas não tenho nada contra outros calibres. Ainda vou testá-los no clube, mas as dicas dos senhores me ajudarão a refinar a busca.

Veja uma pequena lista de candidatas:
1) Glock G17 ou G19;
2) Imbel 9 SC MD1 (Xodó);
3) Imbel .45 M911 A1;
4) Revólver: RT 817;


Será minha primeira aquisição. No futuro, quando o $$ permitir, comprarei mais uma dessas para backup.

Avatar do usuário
Raziel
Mensagens: 516
Registrado em: 14 Dez 2015, 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Raziel »

Erick Tamberg escreveu:É importante lembrar de algumas coisas.

Muitas pessoas tem um conceito equivocado sobre "defesa residencial".

A arma é apenas uma peça dentro desse conceito, a última a ser utilizada quando os demais recursos tiverem falhado.

Estando com tudo trancado, o tempo que o invasor vai levar para romper as barreiras é mais do que suficiente para manobrar qualquer arma de fogo. Além disso, é uma medida de segurança adicional (especialmente considerando o que vem ocorrendo com armas nacionais novas nos últimos anos...)

Em situações de vulnerabilidade específica (ex: garagem aberta para entrada e saída de veículos), aí sim a arma já tem que estar à mão e pronta para uso. Dependendo do caso, nessas horas, até uma carabina Puma pode ser melhor opção. Cobrir a entrada e saída de veículos de familiares com uma carabina, de um pavimento superior, é melhor e mais seguro do que ficar no mesmo pavimento com uma arma curta.

Reconheço que há situações onde o tiro de advertência afugentou o agressor, evitando o ataque sem que ninguém se ferisse. Porém, hoje, se você atirou dentro de casa e não há nenhum ladrão ferido para comprovar que você estava se defendendo, você pode responder por disparo de arma de fogo!

Apesar de ter um valor tático limitado, hoje prefiro adotar, como medida dissuasiva, a manobra da arma em relação ao tiro de advertência.
Excelentes colocações! Em caso de invasão residencial a primeira coisa que faço é trancar tudo e ligar para a polícia. A partir daí visto meu colete balístico e vou monitorando a situação com meu RT 817 pronto e os jet loaders nos bolsos. Minha casa tem diversas camadas de segurança, além de cachorro, o que me permite monitorar a situação tranquilamente
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."

Mindtilt
Mensagens: 106
Registrado em: 07 Jan 2018, 18:49

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Mindtilt »

Erick Tamberg escreveu:É importante lembrar de algumas coisas.

Muitas pessoas tem um conceito equivocado sobre "defesa residencial".

A arma é apenas uma peça dentro desse conceito, a última a ser utilizada quando os demais recursos tiverem falhado.

Estando com tudo trancado, o tempo que o invasor vai levar para romper as barreiras é mais do que suficiente para manobrar qualquer arma de fogo. Além disso, é uma medida de segurança adicional (especialmente considerando o que vem ocorrendo com armas nacionais novas nos últimos anos...)

Em situações de vulnerabilidade específica (ex: garagem aberta para entrada e saída de veículos), aí sim a arma já tem que estar à mão e pronta para uso. Dependendo do caso, nessas horas, até uma carabina Puma pode ser melhor opção. Cobrir a entrada e saída de veículos de familiares com uma carabina, de um pavimento superior, é melhor e mais seguro do que ficar no mesmo pavimento com uma arma curta.

Reconheço que há situações onde o tiro de advertência afugentou o agressor, evitando o ataque sem que ninguém se ferisse. Porém, hoje, se você atirou dentro de casa e não há nenhum ladrão ferido para comprovar que você estava se defendendo, você pode responder por disparo de arma de fogo!

Apesar de ter um valor tático limitado, hoje prefiro adotar, como medida dissuasiva, a manobra da arma em relação ao tiro de advertência.
Prezado amigo, tomei a liberdade de fazer algumas colocações de como penso.

Realmente o disparo para dissuadir a ação criminosa precisa ser justificado, mas como cidadão de bem sua palavra deveria bastar, de qualquer forma o ideal é ter circuito interno de TV para provar evitando dor de cabeça.
Como não temos porte para andar na rua, atenção triplicada ao sair e entrar em casa, é quando estamos mais vulneráveis.

Concordo que a arma deve ser a última e mais extrema opção quando todo o resto da segurança falhou, mas gostaria também de ressaltar que nem sempre invasores entram chutando a porta, muitos agem de maneira dissimulada, se escondem no terreno, são especialistas em abrir fechaduras.Outros se dissimulam de clientes e atacam ambientes comerciais, existem variáveis dependentes do nível de segurança adotado entrando questões financeiras na equação e também da "especialidade" criminosa do meliante.A vantagem da arma curta é a mobilidade e fácil acesso dela para pronto emprego, muitos irão preferir armas longas por N motivos, mas ao meu ver a arma curta para defesa é uma excelente opção.


Enfim, é tudo muito complicado, respeito as opiniões do amigo, mas acho que se você esta dentro da sua casa com arma registrada para defesa na PF, você deva estar com ela próxima e a pronto uso.Finalmente torço para que um dia o porte nacional volte a ser permitido ao cidadão de bem, iria diminuir drasticamente o índice de criminalidade e aumentar o número de trabalhadores registrados no país.

Avatar do usuário
Raziel
Mensagens: 516
Registrado em: 14 Dez 2015, 09:47
Localização: Rio de Janeiro

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por Raziel »

Mindtilt escreveu:
Erick Tamberg escreveu:o amigo, mas acho que se você esta dentro da sua casa com arma registrada para defesa na PF, você deva estar com ela próxima e a pronto uso.
Sua colocação dá a entender que a arma do CR não pode estar próxima e a pronto uso. Não existe nenhuma obrigação de arma do CR ser guardada desmuniciada, nem em cofre(embora os vistoriadores possam obrigar você a ter um cofre em casa para te aprovarem).
"O latido dos cães não altera o curso das nuvens."

MAX
Mensagens: 225
Registrado em: 21 Fev 2016, 09:03

Re: Primeira Pistola - Defesa Residencial

Mensagem por MAX »

Tanto faz se a arma é registrado no SIGMA ou no SINARM. O que importa é se a situação é de legítima defesa.

Responder